No período que marca o fim do outono e o início do inverno, cresce a vontade de percorrer a floresta em busca
dos apetitosos cogumelos, mas apenas podemos repetir este
hábito nos anos vindouros se também os soubermos preservar.

Os cogumelos devem ser apanhados de forma
sustentável.

Isso significa, de forma a não comprometer a desejada cesta cheia, nos anos
que se seguem.

Há, por isso, pequenos hábitos que qualquer um de
nós pode adquirir e tão facilmente aplicar no terreno. Deixo algumas
boas práticas que podem estar presentes na nossa conduta, como
coletores de cogumelos conscientes.

Apanhe apenas os cogumelos que realmente pretende consumir

Por vezes temos a tendência de apanhar o máximo de
cogumelos que avistamos e quantas vezes nos deparamos com
exageros, que culminam no consumo de apenas metade do que
colhemos? De nada serve colher em excesso, já que os cogumelos
têm o papel de distribuir as suas sementes (chamadas de esporos,
que são microscópicos), que servem nos anos seguintes para
completar o seu ciclo de vida, permitindo a variabilidade genética,
tão importante para a sobrevivência das espécies.

Não colha cogumelos demasiado jovens nem
demasiado velhos

Os cogumelos muito jovens ainda não têm
os seus esporos maduros e por isso ainda não os libertaram. Por
outro lado, os cogumelos demasiado velhos, mesmo de espécies
comestíveis, podem ser um risco acrescido para quem os
consome, uma vez que já podem estar em fase de decomposição
e provocarem intoxicações alimentares desnecessárias.

Apanhe cogumelos com o auxílio de uma cesta de
verga tradicional

Apanhar cogumelos e colocá-los dentro
de um saco de plástico ou mesmo num balde de plástico,
favorece a deterioração destes alimentos, já que os cogumelos
são muito perecíveis. A vantagem de utilizar uma cesta de verga é dupla, pois por um lado, promove o arejamento e a melhor
preservação dos cogumelos durante a colheita e por outro
permite que os seus esporos sejam libertados ao longo do
percurso que fazemos, bem como alguma sujidade.

Não destrua os cogumelos venenosos

Todos os
cogumelos têm um papel no ecossistema onde estão inseridos.
Aliás, muitas das espécies venenosas para nós, são de facto
importantes para a manutenção de uma boa saúde das nossas
florestas, uma vez que são micorrízicas, ou seja, estabelecem
relações benéficas entre as raízes das plantas, permitindo-lhes
obter mais nutrientes e combater algumas doenças.

Não destrua a vegetação envolvente, nem abra
buracos demasiado grandes

A grande maioria dos
cogumelos de elevado valor gastronómico estabelecem
relações de simbiose com as raízes das plantas. Já assisti a
florestas totalmente revolvidas ao passar de apanhadores
agressivos, que varrem qual furacão os solos das nossas
florestas com total desrespeito pelos tesouros que lhes são
gratuitamente concedidos. Evite, por isso, escavar buracos
muito profundos e sobretudo destruir as plantas, já que são
elas o principal aliado deste tipo de cogumelos.

Aposte na preservação do meio ambiente

Sem as plantas
não há cogumelos e vice-versa. Claro está, que nem sempre se
aplica tal regra, como no caso de cogumelos que permanecem
enterrados a maior parte do seu ciclo de vida e que apenas
desta forma são colhidos.
Seguindo uma conduta mais consciente, poderemos
continuar a usufruir destes tesouros gastronómicos que se
escondem debaixo da folhada.

Texto: Marta Ferreira

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.