Tem um terraço desaproveitado e gostava que se parecesse com um jardim? Experimente associar bolbos e vivazes, plantar flores tardias ou colocar plantas coníferas anãs combinadas com espécies de flor e plantas suspensas, independentemente da sua dimensão. As trepadeiras são uma boa aposta para implementar. A decoração vertical num terraço é muito importante. Use plantas trepadeiras e pendentes para esta opção.

Pode colocar as plantas sobre gelosias ou painéis de madeira, ferro ou plástico situados junto a paredes. Deixe entre três a quatro centímetros de distância entre a parede e a estrutura para que o ar circule e ate os ramos com corda de jardim à medida que se vão desenvolvendo. Heras, clematites, jasmins e parras, entre outras, cobrem as estruturas em dois ou três anos, pelo que podem ser uma escolha a considerar.

Aprenda a fazer um terraço ajardinado

Entretanto, pode plantar em vasos e cestos de parede plantas de ramos pendentes. No que se refere a bolbosas e rasteiras, os meses de inverno são uma boa altura de plantar bolbos de floração primaveril, nomeadamente tulipas, narcisos, crocus e jacintos, entre outros. Compre os bolbos saudáveis e enterre-os nas jardineiras, mantendo entre cinco a 10 centímetros de distância. Agrupe por cores para ganhar impacto.

O único inconveniente é que demora alguns meses até revelarem o seu esplendor mas, depois, vale a pena. Para que os vasos não fiquem desnudados até lá, faça uma plantação de fundo à base de vivazes rasteiras. Plante, por exemplo, hipericão ou outras plantas que oferecem boas combinações graças às matizes das folhas durante todo o inverno. Não esqueça de regar de vez em quando os bolbos mas sem encharcar o substrato.

As flores tardias que deve privilegiar

As flores devem constituir a base do seu terraço, a referência principal do toque decorativo. Ainda está a tempo de conseguir um bonito efeito com espécies de floração tardia como áster, crisântemos ou dálias, entre outras, se o fizer no inverno. Recorde-se de eliminar as flores murchas e juntar fertilizante à água da rega para prologar a floração. E vá pensando em semear as flores que as substituirão, as bienais.

De varanda esquecida a pátio gourmet
De varanda esquecida a pátio gourmet
Ver artigo

É o caso dos amores-perfeitos e das margaridas, entre outras das muitas a que pode recorrer para o fazer. Poucas plantas evocam tanto um jardim como as coníferas anãs, outra opção a considerar. Embora o seu escasso tamanho, oferecem o porte e a longevidade dos bosques atlânticos. Os juníperos, os ciprestes-de-lawson ou os ciprestes-de-lyland podem proporcionar uma base decorativa perene, original e de grande qualidade no seu terraço durante o outono e o inverno. Se gosta de combinações, junte com flores e espécies pendentes.

As rainhas do outono são as folhas que perderam a clorofila, deixando lugar a um monte de células cromáticas. São muitos os jardineiros e os arquitetos paisagistas que as recomendam. Se pretende dar cor ao seu terraço, plante espécies de colorações foliares outonais apelativas, por exemplo ligustros, parra-virgem, viburnos ou arce-japonês. Agora, todas oferecem quentes laranjas, ocres e avermelhados.

Aproveite as bagas do tempo frio

A partir do fim do verão, muitos arbustos cobrem-se de pequenos frutos, denominados bagas, de grande valia não só para os pássaros mas também para o seu terraço, porque o enchem de cor durante o outono e o inverno. Embora estes arbustos possam ser resistentes, na maioria dos casos requerem alguns cuidados para se manterem saudáveis, sobretudo a poda dos terminais verdes, no verão, para deixar os frutos descobertos.

Aprenda a fazer um terraço ajardinado. Conselhos úteis até para quem tem espaços pequenos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.