O texto irá abordar um fenómeno que até certo ponto é bastante comum as pessoas sentirem e utilizarem como recurso em sua vida diária para tomar decisões, mudar alguma acção em curso e assim por diante, entretanto, este fenómeno não é tão conhecido e desenvolvido tecnicamente em sua profundidade como deveria, ou seja, as pessoas fazem uso dele de maneira mais empírica que propriamente racional, estamos a falar da Psicometria.

Para definir Psicometria (do grego psyké, alma e metron, medida, medição) recorremos a pesquisadores de algumas áreas diferentes: .

Psicologia: A psicometria é uma área da Psicologia que faz a ponte entre as ciências exactas, principalmente a matemática aplicada - a Estatística e a Psicologia. Sua definição consiste no conjunto de técnicas utilizadas para mensurar, de forma adequada e comprovada experimentalmente, um conjunto ou uma gama de comportamentos que se deseja conhecer melhor. .

Parapsicologia: A psicometria é um termo que foi cunhado pelo médico americano Joseph Rhodes Buchanan, na virada do século XIX para o século XX (1849), para designar a faculdade extra-sensorial de alguns indivíduos em extrair o conteúdo de algum objecto ou evento impressos fora de nossa realidade física, ou seja, metafisicamente falando, seria captar seu passado pregresso através de uma volição psíquica em que tudo que está sob o véu para a maioria dos seres se descortina perante o indivíduo com essa capacidade verosímil de subtrair do ambiente ou coisa a sua realidade ou conteúdo antes incognoscível. Para a Doutrina Espírita a psicometria é uma faculdade mediúnica rara. .

A Conscienciologia é o estudo da consciência em uma abordagem integral, holossomática, bioenergética, multidimensional, projectiva. A Projeciologia é uma dentre as 70 especialidades da Conscienciologia que estuda o fenómeno da saída lúcida para fora corpo físico e diversos outros fenómenos parapsíquicos inerentes às consciências. .

Para esta ciência a psicometria, também chamada de psicometria extrafísica, é o “conhecimento haurido pela consciência humana projectada do presente, do passado e de minúcias de aspectos de personalidades, por intermédio do contacto extra físico directo com o duplo de objectos físicos (catalisadores) pertencentes à época ou às épocas que deseja conhecer”. .

Sinonímia: psicometria astral; psicometria projectiva; psicognição extrafísica. .

As técnicas de utilização da psicometria comum, ou seja, no estado da vigília física ordinária seguem as mesmas directrizes da psicometria extrafísica, a diferença está na ampliação espontânea das percepções da consciência quando fora do corpo humano para sentir, perceber e ver a alma das coisas, alcançar conhecimentos, além de ser também uma técnica muito empregada no rastreamento de pessoas desaparecidas e criminosos procurados pela justiça humana. .

Veja na próxima página a continuação do artigo..

A psicometria é também conhecida como ferramenta para leitura energética de ambientes, objectos físicos, uma maneira de captação de informação que vai além da percepção e captação através dos cinco sentidos. Alguém já deve ter ouvido a frase: “Não me sinto bem neste lugar”, sem nenhum motivo aparente. Por vezes as pessoas fazem este tipo de leitura mas não sabem ao certo o que está a acontecer, só observam o fato em si e não o analisam perdendo a oportunidade de aprofundar e desenvolver esta sensibilidade parapsíquica ou mediúnica no seu dia-a-dia. .

A leitura destas informações energéticas basicamente vem da captação das energias gravitantes no ambiente ou objecto, que ficam impregnados de energias conscienciais. Para esclarecer, dentro deste ponto de vista, bioenergias consideramos como sendo todas as formas de energias da vida. Energia de plantas, animais e todos os seres vivos. Os seres humanos, além das bioenergias vitais, produzem pensamentos e emoções que qualificam a bioenergia comum transformando-a em energia consciencial. Nós produzimos informações bioenergéticas quando pensamos e sentimos. .

Mesmo inconscientemente ou sem querer, as pessoas mais sensíveis podem ser capazes de fazer esta leitura energética. Outro exemplo comum, é ao entrar na casa de um conhecido observe em qual cadeira você se irá sentar, muitas vezes iremos sentar-nos na cadeira do dono da casa. Porque isso acontece? Basicamente porque ela está impregnada de mais energias conscienciais que as demais cadeiras do ambiente. Ou antes de ir na casa destes tais conhecidos, eles tiveram uma briga, mas você não sabia de nada, ao adentrar a casa sente na sala um clima pesado apesar de toda simpatia que os anfitriões lhe proporcionam você sente algo estranho no ar. Outro dia, então, descobre, que o casal está a separar-se ou que simplesmente naquele dia específico estavam a ter uma discussão antes de sua chegada. Enfim, são inúmeros exemplos quotidianos de psicometria que fazemos ou podemos fazer mesmo sem estarmos dando conta disso. .

Os exemplos de psicometria desenvolvidos por veteranos nesta prática são aqueles que buscam pessoas desaparecidas, seja utilizando algum objecto pessoal do desaparecido para fazer o rapport com a pessoa através do objecto ou seja mesmo através da projecção astral (psicometria extrafísica), ou ambas as técnicas. .

É importante considerarmos aqui que como outros fenómenos este também pode ser desenvolvido por qualquer pessoa interessada e disposta (motivada), sem medo. Entretanto, o ideal é que estes fenómenos sejam sempre empregados com cosmoética, discernimento e com fins assistenciais. .

Às vezes, entramos em determinados locais ou mesmo em algum local de nossa casa e não nos sentimos bem, talvez nesse lugar possa ter o que chamamos de bagulhos energéticos. E através da psicometria poderemos “investigar” para saber o porquê daquela sensação de mal-estar naquele determinado ambiente. O bagulho energético é um objecto acumulador de energias conscienciais negativas. .

Sinonímia: Amuleto místico; Artefacto belicoso; Coisa Velha; Lixo; Objecto entrópico; Talismã; Traste. .

Quando pesquisamos sobre este assunto podemos obter esclarecimentos sobre quais objectos temos em nossos ambientes de trabalho ou em casa que são bagulhos energéticos; saber se estamos sendo agentes produtores de novos bagulhos; traçarmos medidas preventivas para não sofrermos suas influências negativas; e, por fim, identificar e aperfeiçoar o nosso parapsiquismo. .

Como vimos anteriormente no conceito de bioenergias, todos os objectos apresentam uma aura ao seu redor, um campo energético. Conforme o padrão das consciências que manipulam este objecto ou sua finalidade, ele pode tornar-se um bagulho energético. A leitura energética ou holopensênica de objectos, locais ou indivíduos entra exactamente neste contexto. .

Veja na próxima página a continuação do artigo..

Uma analogia que podemos traçar das energias circundantes de um objecto é como se fosse uma bateria. Ao longo do tempo, essas energias presentes no artefacto vão se acumulando cada vez mais em sua psicosfera, criando um mecanismo de realimentação do padrão pensênico ali presente; por isso, existem objectos que dificilmente conseguimos fazer sua limpeza energética. .

Determinados bagulhos energéticos são facilmente diagnosticados, por exemplo, uma arma de fogo. O revólver é um objecto construído pelo homem com a principal finalidade de ferir as demais pessoas, podendo inclusive ocasionar a dessoma. Ao disparar o tiro mirando outro indivíduo, mesmo quando vise a auto-defesa, pode deixar energias entrópicas neste artefacto. .

Devemos considerar que nem sempre a aparência física é um sinalizador do padrão pensênico de um objecto; por exemplo, uma peça de vestuário comprada numa loja de roupas usadas ou uma peça considerada valiosíssima comprada no Antiquário, ambas podem conter padrões energéticos doentios herdados do seu antigo dono. Conforme diz o ditado popular: “As aparências enganam”. A questão financeira é secundária quando comparada com a energossomática. Nem sempre o produto mais caro é o melhor em termos pensênicos. Até o mais bonito dos anéis de brilhantes pode conter um rastro pensênico negativo. É o uso que damos aos nossos pertences que os tornam nocivos ou não. A inofensiva cadeira adquirida com as melhores das intenções, se colocada na varanda da casa, onde a pessoa fica a fofocar durante anos, pode tornar-se um bagulho energético. .

Ilustrativamente tem-se a criptonita (ficção) como exemplo de um bagulho energético, anulando os poderes do super-homem. .

Em relação aos sentidos humanos, pode-se didacticamente classificar os tipos de contacto com os bagulhos energéticos em: .

Gustativo. Por exemplo, a degustação de um alimento estragado. .

Olfactivo. Por exemplo, o cheiro de um incenso muito forte, inclusive podendo provocar dores de cabeça. .

Sonoro. Por exemplo, o som alto e distorcido no apartamento do vizinho quando estamos aplicando uma técnica projectiva. .

Táctil. Por exemplo, quando seguramos um bagulho energético. .

Visual. Por exemplo, ao lermos um livro sobre técnicas de guerra estamos evocando todo aquele padrão negativo para nós e para as consciências citadas. .

Até o nosso corpo biológico sem os mínimos cuidados de alimentação, saúde e higiene pessoal, em poucas semanas transforma-se em um bagulho energético. .

Muitas vezes, recebemos um objecto e intuitivamente percebemos que suas energias não nos agradam. Reconhecer esses sinais energéticos, neste caso, através da psicometria, é fundamental no nosso desenvolvimento parapsíquico. .

Inúmeros pequenos detalhes ajudam a pessoa a melhorar o seu desenvolvimento parapsíquico. Para melhorar a projectabilidade, além da intencionalidade, organização, força de vontade, disponibilidade pessoal em persistir na aplicação de técnicas projectivas, no registo e estudo das vivências pessoais, tem-se a necessidade da manutenção de uma base física rígida e livre de bagulhos energéticos. .

A pessoa lúcida quanto à realidade bioenergética da vida promove a desintoxicação através da instalação do estado vibracional, da exteriorização e absorção de energias e outras manobras bioenergéticos. .

Você já identifica a qualidade das energias dos objectos, ambientes e pessoas no seu dia-a-dia? .

A Academia Internacional da Consciência (IAC – International Academy of Consciousness) possui cursos regulares CDC – Curso de Desenvolvimento da Consciência e um curso específico sobre psicometria, onde se busca estudar a complexidade da consciência, suas manifestações, os estados alterados de consciência e os fenómenos desencadeados a partir daí, além de outros assuntos relacionados com a Evoluciologia.
Lissia Pinheiro

Bibliografia: .

Vieira, Waldo. Projeciologia: panorama das experiências fora do corpo Humano. 5ª edição - Rio de Janeiro: Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia, 2002 .

. Vieira, Waldo. Projecções da Consciência. 1ª edição – Rio de Janeiro: Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia, 1979.

Bozzano, Ernesto. Dios Phenomenos de Telesthesia, tradução de M. Quintão. Editora Federação Espírita Brasileira, 1933. .

Erthal, T. (1987). Manual de Psicometria. Rio de Janeiro: Zahar.

Lissia Pinheiro, Graduada em Psicologia, atuou 9 anos em grandes multinacionais na área de recursos humanos, treinamento e desenvolvimento de pessoas. Atua em psicologia clínica há 4 anos no tratamento de pacientes com Transtorno de Pânico, Transtorno de Ansiedade e de Depressão, TAB e Drogaditos. Atuou em terapia de grupo com bancários portadores de LER/DORT. É voluntária da IAC – Lisboa. Professora e pesquisadora em Conscienciologia desde 1997. Tem artigos publicados no JC – Journal of Constientiology. Seu curso sobre o tema Decisões Críticas já foi apresentado em diversas cidades no Brasil.

 

Coordenação de Conteúdos:
Heloisa Miranda
email: sapozen@sapo.pt
Veja o programa SAPO Zen: zen.sapo.pt

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.