As festas e reuniões de Natal são momentos intensos que tanto têm de maravilhoso como de desafiante. Mas são sem dúvida uma oportunidade maravilhosa para observar o fenómeno dos espelhos.

Todas as pessoas que nos rodeiam espelham algo nosso. Todas!

Sim, até aquelas que não gostamos tanto, que nos tiram do sério ou que só vemos nestas ocasiões e que perguntamos sempre como vieram ali parar. No entanto para a lei da atração e da ressonância, nada mais fácil do que juntar energias idênticas.

Para conseguires observar o fenómenos dos espelhos, terás que ir para além da aparente máscara que adoptamos socialmente. Terás que colocar os óculos energéticos que te permitem ver cada pessoa como uma amálgama de energias em permanente movimento. Nessa dimensão, serás capaz de aceder à dualidade de cada um e reconhecer que todos somos representantes da Luz e da sombra, numa busca permanente pelo equilíbrio das mesmas. Cada pessoa vive o seu dilema interno entre os condicionamentos do medo e o anseio pelo amor e pela liberdade de ser quem é. Cada um de nós tem uma história própria e individual que veio cumprir. Cada um de nós, através dos movimentos mais ou menos conscientes que fazemos, somos "usados" como agentes cósmicos de transformação uns dos outros.

Com as devidas lentes, poderemos ir para além do inútil julgamento do outro e aprender sim a perceber o fenómeno do espelho e descobrir o que o outro devolve de nós.

Embora o Natal seja um tempo de amor e compaixão, a verdade é que nem sempre estes encontros festivos são fáceis pois remexem nas nossas memórias, tanto da nossa infância como das vidas passadas e muitas vezes trazem ao de cima precisamente o que ainda vive escondido.

Para que aproveitemos então a época da melhor maneira deixo algumas sugestões:

- Aprende a olhar os outros não como um fim em si, mas sim como um meio ou espelho capaz de te mostrar algo de ti próprio. Se for positivo o que o espelho devolve, óptimo! Vê no outro a tua própria boa energia ou quem sabe um potencial inconsciente em ti à espera de ser manifestado. Se for negativo, aceita que também algo idêntico te habita. A lei da atração fez-te atrair essa pessoa e quanto mais depressa descobrires porquê, melhor! Considera por exemplo em que vida e em que circunstâncias poderás tu ter feito no passado uma figura idêntica.

- Aos encontros com desafiantes, difíceis, arrogantes, agressivos, às vitimas de serviço ou simplesmente a quem é provocador e desgasta a nossa energia, há que ter compaixão. Estão claramente em pior estado do que tu, por isso, aproveita o momento para os baralhar enviando-lhes luz, sorrindo e dizendo uma palavra positiva. É com certeza gigante a dor e o vazio que ali habitam e por isso aproveita para usar a tua boa energia.. quem sabe fará alguma magia.

- Eleva-te o mais possível acima do drama. Responsabiliza-te pelo bom uso da tua energia plantando amor, compaixão, paciência, tolerância, verdade. Não interessa se os outros merecem, fizeram bem ou mal. Não te cabe a ti julgar o que os outros fazem com a energia deles. És apenas responsável pela tua energia e o que fazes com ela pois será dela que virão os teus retornos. Usa inteligentemente a lei do karma e investe amor em ti dando amor aos outros!

- Resiste o mais possível ao consumismo material. Se fizer mesmo parte do protocolo que sejam então uns belos chocolates ou uma bebida diferente e exótica que ficam bem em qualquer armário. Aproveita o tempo para fazer perguntas sobre familiares que já partiram, curiosidades de família. Saberes sobre eles ajuda-te a saberes mais sobre ti e sobre os teus padrões.

- Alinha-te com a gratidão pela vida, pela abundância que te rodeia, tenha ela a forma que tiver, seja ela mais exterior ou interior. Sê grat@ pelo teto, pela comida, pela família, pelo calor que rodeia, pelo bacalhau, pelos sonhos e pelo peru e também pelo livre arbítrio que a vida te ofereceu para que possas criar a vida que mais sentido te faz. Procura de todas as maneiras render-te à mais bela visão do mundo ensinada por mestres e místicos de todos os tempos que sempre nos tentaram ensinar a ver o Amor em tudo e em todos.

- Aproveita a simbologia do último mês do ano para fazeres aquelas últimas limpezas que adiaste o ano todo. Seja ela no armário ou no coração. Que a ideia de chegares ao novo ano mais leve e mais limp@ te ajude a libertar tudo o que já não serve, ou que possa estar a impedir que cumpras os teus mais maravilhosos sonhos.

Que seja um Natal cheio de Amor no coração vivido com a consciência de que te cabe a ti exclusivamente a tarefa de o manter cheio.

Festas Felizes
Vera Luz

Sobre a autora:

Vera Luz, Autora e Terapeuta de Regressão e Orientação Espiritual.
Há mais de 15 anos a relembrar a cada um o propósito por trás dos eventos da vida, a desvendar a história karmica de cada um, de maneira a vivermos conscientes e em abundância.

É autora dos livros;

- “Regressão a vidas passadas”
- "Do Drama para o Dharma”
- "A cabeça pergunta a Alma responde”
- “Acorda o Teu Poder Interior”
- “Uma Nova Visão do Mundo”
- “Oráculo”
e das cartas;

- “Tarot da Alma”
- “As Cartas da Determinação”
- “As Cartas da Gratidão”
Consultas;
967 988 990

veraluz@veraluz.pt

www.veraluz.pt www.facebook.com/veraluz.regressao

www.veraluz.pt