Portugal tem mulheres na Assembleia da República numa média superior àquela que é verificada nos restantes parlamentos nacionais europeus, mas no Governo a proporção de mulheres com o cargo de ministro é inferior à média europeia, revelou hoje o Gabinete de Estatísticas da União Europeia (Eurostat).

Nos dados relativos ao ano de 2007, a Eurostat indica que Portugal fica no fim da tabela europeia de membros femininos no Governo. A média é de 27 por cento e o nosso País tem um pouco menos de 12 pontos percentuais na proporção de ministros do sexo feminino.

Quanto aos números de 2007 referentes a outros países europeus a Suécia teve 47 por cento de mulheres no seu universo parlamentar e a Finlândia 42 por cento. Também na Finlândia, mais de metade dos ministros do governo eram mulheres. Na Suécia a média era de 45 por cento.

No final da tabela ficaram a Roménia, sem qualquer mulher no governo, seguida pela Grécia e Eslováquia (6 por cento), Eslovénia (11) e Portugal (12).

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.