Cada português produz uma média diária de 1,32 kg de lixo. Contas feitas, esta produção contribui para uma um total anual de 4,75 milhões de toneladas de resíduos urbanos, para os quais tem de ser encontrado um destino.

“Apenas 16,5% do total de resíduos produzidos em Portugal são encaminhados para os ecopontos”, refere a organização ambientalista Quercus, responsável pela aplicação WasteApp que “surge com a necessidade de informar o cidadão dos destinos de vários resíduos que não podem ser colocados nos ecopontos”.

O que fazer com as baterias de automóveis, ou com os cartões bancários, escovas de dentes, medicamentos e embalagens de medicamentos, cápsulas de café? Para cada um destes resíduos, entre 50 tipologias diferentes, a plataforma dá-nos a resposta, listando o local mais próximo onde os colocar para reutilização e reciclagem.

“Desta forma, o utilizador poderá contribuir ativamente para o aumento das taxas de reciclagem em Portugal, atualmente na ordem dos 38%”, salienta a organização ambientalista.

Que fim dar aos cartões bancários ou aos panos de cozinha? Há uma aplicação portuguesa que nos explica tudo
créditos: WasteApp

A aplicação informa, ainda, sobre a forma correta de separar os resíduos nos ecopontos de rua. Por exemplo, as palhinhas de plástico e os talheres de plástico não podem ser colocados no ecoponto amarelo, destinado aos plásticos.

Ainda nas inúmeras tipologias que encontramos na aplicação, temos os bidons de plástico ou metal, as radiografias, o fibrocimento com amianto, absorventes e panos de limpeza.

A Wasteapp está disponível nas versões iOS e Android, para smartphone, tablet e computador, podendo ser descarregada gratuitamente a partir das Lojas AppStore e GooglePlay.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.