Porquê ter taxa fixa?

A taxa fixa é uma modalidade de crédito que lhe permite ter sempre a mesma prestação durante um determinado período. Neste contexto, deve ter em mente que a oferta dos bancos pode ser bastante diferente. Por norma, a taxa é fixada durante um período relativamente curto, digamos de cinco ou dez anos. Para tirar todo o potencial da taxa fixa deverá procurar ter uma taxa fixa em todo o período do contrato. Caso contrário, poderá não compensar.

Porquê ter taxa variável?

A taxa variável é uma taxa que se ajusta ao contexto económico. Assim, em momentos de crise a taxa baixa e permite reduzir a prestação, numa altura em que as famílias costumam ter uma redução de rendimentos. Em momentos de crescimento económico, quando é mais provável termos menos desemprego e salários mais elevados, o maior rendimento disponível da família permite um ajuste.

Porque escolhemos a taxa variável?

Por norma, as pessoas escolhem a taxa variável simplesmente porque é a taxa mais baixa no curto prazo. Assim, ao comprar a casa vão comparar exclusivamente a prestação no primeiro mês e não têm em mente um horizonte mais alargado. Aliás, esta forma de pensar aplica-se também quando ignoramos todos os outros custos que não estão na prestação do crédito, nomeadamente o seguro de vida do crédito habitação, o seguro multirriscos ou as comissões de manutenção de conta.

O que escolher?

Na escolha entre as duas modalidades de crédito deverá ter em conta:

  • A estabilidade dos seus rendimentos, nomeadamente a segurança profissional e a possibilidade de progressão na carreira;
  • O nível de taxas de juro;
  • As perspetivas de evolução da economia e eventual subida dos juros de mercado.
  • Necessidade de estabilidade de prestação;
  • Expetativa de venda de casa (pois a amortização antecipada do crédito a taxa fixa implica o pagamento de uma comissão adicional).

Hoje em dia é muito provável que consiga poupar dinheiro no seu crédito habitação, quer pela transferência do seu crédito quer pela negociação com o seu banco atual. O que sugerimos sempre é que faça as suas contas tendo em consideração todos os custos, comissões e encargos e que depois comece a negociar e procurar o melhor crédito habitação. Nunca se esqueça que uma poupança de €50 por mês implica muitos milhares de euros ao longo de todo o contrato.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.