1. Tempo, motivação e dedicação

“Por que razão quero criar um blogue?” Esta deve ser a primeira pergunta que qualquer pessoa deve colocar a si mesma antes de criar um blogue uma vez que este vai precisar de ser alimentado numa quase base diária. “Com a proliferação de conteúdo online é importante pensar na sua disponibilidade para escrever conteúdo consistente”, começa por explicar Frederico Carvalho a propósito do tema. “É importante que o blogger mantenha um compromisso de manter a plataforma ativa pelo menos um ano porque se não se ama absolutamente o nicho para quem pretende comunicar vai-se perder o interesse em trabalhar o conteúdo.”

Numa fase inicial é necessário que o blogger “vá desenvolvendo metas concretas que têm um prazo e um resultado específico”. Por exemplo, atingir os dois mil assinantes nos primeiros 12 meses.

2. Nome: o primeiro passo para o sucesso

Para além do tempo que se vai investir na criação de conteúdo, o sucesso do blogue vai depender de outro fator: o nome. Tendo em conta que em Portugal 70% da população tem acesso à Internet e seis milhões de pessoas estão no Facebook é importante que nada seja feito por impulso e que o blogger proceda à criação do domínio só quando tiver a certeza que encontrou o nome ideal.

“O nome do blogue pode ajudar a maximizar a memória espontânea dos leitores e, no futuro, capitalizar o tráfego directo”, refere Frederico Carvalho, que faz questão de deixar o seguinte alerta. “Não se esqueça de verificar se o nome que está a idealizar já existe.”

3. O segredo do tráfego: conhecer o público-alvo e apostar em conteúdo original

Após  a criação do blogue é importante que se compreenda quem é o público-alvo, ou seja, as pessoas com quem se deseja comunicar. “Quem são os meus leitores atuais? O que é que eles podem ganhar com a escolha de ler o meu blogue (em vez de um concorrente)? Que recursos ofereço? Será que há algo que posso fazer melhor do que ninguém?”. Estas são algumas das perguntas que todos os digital influencers devem fazer a si mesmos após criarem a sua plataforma online.

Tal como explica Frederido Carvalho, o próximo passo passa por apostar na criação de conteúdo que o público-alvo tenha interesse em ler: sejam eles artigos em texto ou vídeo. Numa fase inicial é normal que muitos bloggers tenham dúvidas quanto aos conteúdos que estão a criar e se estes são os melhores para comunicarem com o seu target. Uma forma de contornar esta situação passa por utilizar ferramentas como o Google Analytics onde é possível monitorizar os conteúdos mais clickados e assim compreender as preferências do público-alvo. Outra dica passa por ver o que a concorrência anda a fazer.

“Pesquise outros blogues do seu nicho, veja o que fazem e como isso seria capaz de melhorar as suas falhas. Pesquise regularmente para se manter atualizado sobre o seu mercado e as metas a atingir. Certifique-se também em manter o básico: ter um domínio próprio, um layout responsivo que se adapte bem em desktop, tablet e smartphone, criar listas de email adequadas e otimizar o blogue nos motores de busca maximizando o seu tráfego global”, refere.

Na próxima página: as redes sociais, o blog como negócio e novas tendências da blogosfera

4. Um aliado chamado redes sociais

A par disto é importante que o blogue tenha presença em plataformas como o Facebook, Twitter e Instagram uma vez que “permitem gerar tráfego e agilizar a comunicação para o seu segmento de mercado.”

Apesar de Frederico Carvalho adiantar que o facto de um blogue não ter uma página de Facebook ou Instagram não compromete o seu sucesso, a verdade é que mal não faz. “As redes sociais, especialmente o Facebook que é a maior base de dados do mundo, são uma importante plataforma para gerar tráfego e visitas ao blogue.”

5. Como ganhar dinheiro com o blogue

“É importante que fique claro que que a partir do momento em que decidir usar o seu blogue para ganhar dinheiro, além de blogger passa a tornar-se num empreendedor. O seu blogue torna-se um pequeno negócio”, elucida sobre o tema.

O primeiro objetivo passa por converter os visitantes do blogue em assinantes/subscritores da newsletter que deverá enviar diariamente. Posto isto é importante que o blogger, para além de promover produtos ou serviços ajustados ao seu público-alvo, olhe para o conteúdo que produz como uma forma de gerar confiança nos seus subscritores.

6. As novas tendências da blogosfera

Atualmente são muitos os bloggers que começam a apostar na produção de conteúdos em vídeo e na criação dos seus próprios canais de Youtube. O vídeo, graças à sua naturalidade, autenticidade, transparência e rápida propagação, é um conteúdo muito importante para os blogues.

“Um blogue completo, atrativo e original tem maior capacidade de conseguir atrair pessoas e o mercado. Manter um blogue é estar em permanente criatividade”, explica. Questionado sobre as novas tendências que podem ser implementadas na blogosfera, Frederico Carvalho responde.

“Uma tendência que está a aumentar em importância é o aspecto de vender algo. A opinião de um blogger e a perspetiva sobre determinadas matérias está a ser valorizada. Os leitores procuram uma experiência humana mais pessoal e ferramentas que otimizem o seu tempo. A transmissão ao vivo e em tempo real permite que os seus leitores e seguidores experimentem um tipo de "momento na vida" da sua empresa. Ao contrário de um post gravado ou escrito, isto torna-se mais pessoal e real porque está a acontecer agora, dando aos telespectadores uma experiência única. Mais tarde o blogger poderá ainda partilhar esses vídeos para que os seguidores possam ver o que perderam quando estava direto”, conclui.