José Neves lançou a Farfetch em 2008, uma plataforma online que vende peças de luxo oriundos de mais de 300 lojas multimarca, desenhadas por ícones da moda como Alexander McQueen, Chloé, Dolce & Gabbana ou Marc by Marc Jacobs. As lojas disponibilizam os produtos, que são fotografados pela Farfetch, que depois os vende e entrega. São mais de 300 em 27 países e também conta com as portuguesas Fashion Clinic ou Stivali.

A Farfetch acaba agora de atrair novos investidores, que aplicaram 76 milhões de euros no capital para potenciar a expansão internacional do negócio. A aplicação foi liderada pela empresa de capital de risco DST Global, mas além desta, investiram na Farfetch o grupo de comunicação social Condé Nast International e a empresa de investimento Vitruvian Partners. A empresa chegou a ser notícia de destaque no Financial Times, por se ter tornado a primeira startup portuguesa a uktrapassar os mil milhões de dólares. "Temos feito um caminho incrível até agora, e é ótimo acrescentar a DST ao grupo fantástico de que temos na retaguarda para a próxima fase de crescimento da Farfetch. O desafio agora é continuar a inovar e focarmo-nos numa marca global a longo prazo", acrescentou José Neves, fundador e CEO da Farfetch, em comunicado.

Desde o seu lançamento que a Farfetch tem crescido quase 100% a cada ano. No ano passado faturou quase 300 milhões de euros este ano, José Neves, prevê chegar aos 450 milhões. O português já anunciou que em 2016 quer ultrapassar o Net-a-Porter, líder online no comércio de roupa de designers.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.