Crédito imediato. É possível?

Muitas vezes temos uma grande urgência quando surgem necessidades de liquidez. Tendemos a ter uma enorme dificuldade em planear o crédito e acabamos a tomar más decisões. Neste artigo vamos falar de alternativas para financiar necessidades de dinheiro em pouco tempo.

Uma palavra de alerta

Antes de pedir um crédito deve perceber se está a comprar algo que precisa realmente ou apenas a comprar algo porque quer ou porque sim. Não há nada de errado em comprar algo que não seja absolutamente essencial. No entanto, ao fazer compras a crédito irá ter de suportar custos expressivos, nomeadamente comissões e juros. Em última análise, o preço daquilo que compra irá aumentar.

Empréstimos entre familiares e amigos

A primeira alternativa para financiar necessidades financeiras de curto prazo são os empréstimos entre familiares ou amigos. Conhecendo a máxima “se queres perder um amigo empresta-lhe dinheiro” deverá procurar criar regras e fazer um acordo por escrito que regule o empréstimo. Respeite os prazos de pagamento e se tiver dificuldades para pagar fale com o seu amigo e encontrem uma solução. Proteja a amizade acima de tudo.

Cuidado com os créditos de curto prazo

As instituições financeiras têm produtos financeiros que permitem um financiamento em prazos muito curtos. Temos os cartões de crédito e as contas ordenado, alternativas que quando bem utilizadas podem servir o propósito de resolver pontualmente o problema. No entanto, tenha em atenção que estes créditos deverão ser transitórios pois as taxas de juro são muito elevadas (a taxa praticada costuma ser a taxa máxima permitida pelo Banco de Portugal).

Atenção aos montantes

Necessidades pontuais de liquidez não costumam ser de montantes muito elevados. Na prática, surgem algumas despesas de saúde, talvez algumas obras ou o arranjo do automóvel. Nestes casos poderá recorrer a um crédito pessoal rápido que deverá ser responsável. Para montantes mais elevados deverá ter um processo mais demorado de modo a conseguir tomar uma decisão mais consciente e pesquisar diferentes alternativas. Ter um crédito rápido é um critério mas não deve ser o único critério de decisão. Nunca se esqueça que a taxa de juro é um custo adicional que deve considerar na sua avaliação.

Outras alternativas

Os bancos estão cada vez mais a procurar a digitalização dos processos de financiamento para tornar a experiência mais ágil e garantir a comodidade na contratação. O objetivo é simples: aumentar o crédito concedido aos clientes. A tendência dos próximos anos será o acentuar deste esforço digital. Deverá ter em conta a credibilidade da instituição financeira e não ceder a tentações. Se não precisa do dinheiro não deve fazer o crédito, mesmo que o dinheiro esteja disponível.

É possível poupar dinheiro e ter um financiamento adequado às suas necessidades. Mais uma vez, deverá ser bastante ponderado para evitar estar a pagar comissões e outros encargos que pesam bastante no seu orçamento familiar. Ter crédito imediato é cada vez mais uma realidade mas deve ter cautela de modo a evitar más experiências.

artigo do parceiro:

Comentários