A maioria dos portugueses considera-se pontual, mas acusa todos os outros de chegarem sempre atrasados aos compromissos. Apesar de paradoxal, é esta a conclusão do maior estudo realizado em Portugal sobre a pontualidade (e a falta dela), promovido pela AESE, Escola de Direcção e Negócios e pela Ad Capita Executive Search.

A maior parte dos inquiridos (86,6 por cento) considera-se pontual tanto na sua vida pessoal como profissional, mas apenas 5,4 por cento concorda que os portugueses, de um modo geral, cumprem horários. Metade dos inquiridos (50,1 por cento) refere mesmo que raramente ou nunca chegamos a horas.

Os portugueses sabem que não são pontuais (apesar de individualmente não se reverem na tendência geral) e isso não será a grande novidade deste estudo, como os próprios autores referem. O desafio está em não nos deixarmos levar
pela inércia instalada ou por argumentos fatalistas de que somos mesmo assim e mudar de atitude.

Se for o seu caso, inspire-se no rigor britânico, suíço ou alemão e siga as nossas pistas para alterar este seu (mau) hábito.

Sejamos realistas, ninguém consegue chegar sempre atrasado a não ser que se esforce para tal.

Se todos os dias chega tarde aos seus compromissos, porque apanhou mais trânsito que nunca ou o elevador parou em todos os andares até chegar ao seu, talvez não esteja a ser muito sincera acerca do verdadeiro
motivo que a leva a chegar atrasada e, provavelmente, já toda a gente reparou nisso.

A verdade é que, muitas vezes, ser ou não ser pontual é uma opção. Somos nós que escolhemos ignorar o despertador e o alarme sonoro do telemóvel e clicar no snooze até ser realmente tarde para estar na cama.

Se por vezes o trânsito na cidade está caótico, passe a sair de casa mais cedo para garantir que chega a horas. Se está realmente sujeita a chegar tarde, porque o elevador pára em todos os andares até chegar ao do seu escritório,
pense em sair da cama um pouco antes.

Agora, se escolher continuar uma conversa de circunstância com a vizinha, apesar de estar atrasada mais vale assumir e deixar-se de desculpas esfarrapadas. Assim não dá tanto nas vistas e com sorte ninguém repara...

Veja na página seguinte: O segredo de quem consegue fazer apanágio da pontualidade

O segredo dos pontuais

Regra geral, as pessoas pontuais são organizadas, portanto, o primeiro passo para
cumprir horários é usar uma agenda onde irá anotar as tarefas do dia. Registe todas as suas obrigações e assegure-se que não se compromete em comparecer em dois locais ao mesmo tempo.

Para quem a agenda não funciona (por geralmente esquecer-se de a consultar), o telemóvel pode ser bastante útil. Basta colocar um lembrete com sinal sonoro, à hora do evento ou algum tempo antes, para garantir de que não se esquece das tarefas agendadas.

Outro hábito típico dos pontuais é programar com antecedência todos os compromissos. Escolha atempadamente o percurso, avalie o trânsito e assegure-se que sabe perfeitamente onde é o ponto de encontro.

Não se esqueça de contar com os imprevistos, ou seja, se precisa de 45 minutos
para chegar ao destino, saia de casa com uma hora de antecedência.

Estratégias como ter o relógio dez minutos adiantado para se enganar a si própria não resultam. Irá sempre contar com esses minutos extra, por isso, mais vale ter horas certas para simplificar. Se, apesar dos esforços, se atrasa avise, mas com antecedência.

Lembre-se que se o encontro está marcado para as nove horas e leva meia hora chegar, às oito e meia já estará atrasada se ainda estiver em casa.

Veja na página seguinte: Como lidar com os atrasos

Como lidar com os atrasos

Se já tentou de tudo mas, mesmo assim, a sua melhor amiga ou o seu parceiro
insistem em deixá-la à espera, mude de estratégia.

Marque os encontros meia
hora antes do desejável, não espere pelas chegadas tardias para dar início à reunião
ou ao jantar e nem pense em reservar o melhor lugar na mesa para o último a
chegar.

Estas atitudes não farão de si um ser cruel. Antes pelo contrário, estará a fazer muito para que os seus amigos se tornem pessoas mais organizadas, respeitadas e apreciadas.

Quanto mais rigorosa for, mais rapidamente irão aperceber-se dos inconvenientes associados à falta de pontualidade e mudarão de atitude.

A hora portuguesa

Se pensa que a falta de pontualidade é um mito confira estes números...

  • 30 % dos portugueses não tem o hábito de utilizar uma agenda para gerir o seu dia de trabalho

  • 60 % dos portugueses agenda mais tarefas do que aquelas que sabe que conseguirá cumprir

  • 2/3 das reuniões no nosso país não começam à hora marcada

  • 1/2 das reuniões não cumpre os objectivos propostos

  • 80 % das empresas vê o seu negócio ser prejudicado pelo incumprimento dos prazos

    Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

    Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

    Os temas mais inspiradores e atuais!

    Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

    Não perca as últimas tendências!

    Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.