É um dos cinco sentidos. Regista o sabor, identifica as substâncias solúveis na saliva pelas suas qualidades químicas e permite desfrutar de um grande prazer (sem abusar, claro) a comida.

É a resposta à combinação de vários estímulos, entre eles a textura, a temperatura, a pressão que exerce, o sabor do que se come, daí ser o principal responsável pelo pecado da gula.

A língua é o principal órgão do paladar e tem também um papel importante na articulação dos sons (linguagem), na mastigação, na deglutição e na sucção. Também temos sentido do paladar, embora em menor medida, na cavidade do palato e na garganta.

Conselhos para conservá-lo

1. Não abuse de alimentos picantes e não ingira líquidos ou alimentos  excessivamente quentes.

2. Não fume. O fumo do tabaco diminui a percepção dos sabores na língua.

3. Previna a halitose (mau hálito), que, apesar de não ser um problema específico do sentido do paladar, afecta a percepção dos sabores genuínos dos alimentos. Consulte o seu médico.

4. E, não se esqueça, faça uma boa limpeza dos dentes, use fita dentária e evite abusar de condimentos fortes e álcool.

Os cinco sabores

Já descobriu qual é o seu sabor preferido?

Até há pouco tempo,
sabia-se que a língua distinguia  quatro sabores básicos, doce, salgado,
ácido e amargo.

Cada um deles é detectado por um tipo específico de
papilas gustativas que se distribuem por diferentes zonas da língua, o
doce é  identificado pela ponta, atrás, o amargo, e dos lados, o
salgado, o ácido e o agridoce.

Os restantes sabores são produto da
combinação destes quatro. Mas, recentemente, um químico japonês
acrescentou um quinto sabor, o umami, cuja tradução é «sabor fresco» ou
«sabor delicioso», e que se encontra normalmente em carnes, queijos,
sopas ou outras proteínas de forma livre.

Zinco apura o paladar

O zinco é um mineral fundamental. Se queremos manter o sentido do
paladar saudável e activo, este nutriente (presente em leguminosas e
ostras), para além de ajudar a cicatrizar feridas bucais, estimula o
apetite. A partir dos 60 anos, o sentido do paladar começa a perder-se porque as
papilas gustativas tendem a atrofiar. É por isso que, quando se é mais
velho, se preferem determinados sabores, como o doce, e não outros.

Texto: Madalena Alçada Baptista

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.