É possível combater a celulite?

A celulite é uma perturbação topográfica e metabólica localizada no tecido celular subcutâneo que provoca uma modificação no contorno corporal, dando origem a uma aparência inestética na superfície da pele, também conhecida como "pele em casca de laranja". Apesar de não se tratar de uma situação médica grave, pode provocar um impacto negativo na autoestima. No entanto, existem pequenas alterações que deverão ser implementadas no estilo de vida individual que poderão ajudar a minimizar os seus efeitos.

Como se pode atenuar os efeitos da celulite? Existem produtos eficazes?

A melhor forma de atenuar esta situação baseia-se na implementação de hábitos diários saudáveis: aumentar da ingestão de líquidos (especialmente de água) para melhorar a circulação sanguínea e hidratação da pele; diminuir a ingestão de sódio (sal), responsável pela retenção hídrica; evitar alimentos com teor elevado de gorduras animais e açúcar;  evitar o tabagismo; reduzir o consumo de bebidas gaseificadas, alcoólicas ou com cafeína e não usar vestuário apertado, entre outras medidas que promovam uma qualidade de vida saudável.

Existem variados tratamentos tópicos e suplementos alimentares a selecionar caso a caso. É de notar que, hoje em dia, existe uma grande variedade de tratamentos disponíveis. Por isso, a importância do papel a desempenhar por um médico dermatologista neste tipo de patologia.

Os tratamentos de aplicação local, que associam diversas substâncias para estimular a circulação local, diminuir a retenção dos líquidos, aumentar a firmeza da pele e auxiliar na formação do colagénio, possuem uma resposta positiva quando associadas as outras técnicas e tratamentos cosméticos.

Como se trata a celulite do ponto de vista médico?

Antes de se decidir qual o tipo de tratamento a realizar, é importante proceder-se a uma avaliação clínica para se identificar o tipo e a gravidade da celulite em causa. O dermatologista poderá definir qual o melhor tratamento a adotar para cada caso específico. Ainda não existe um protocolo definitivo para o tratamento da celulite.

Diogo Forjaz, médico dermatologista

Dentro das medidas mais estudadas destacam-se a utilização de agentes tópicos cosméticos, drenagem linfática manual, equipamentos de radiofrequência e ultrassom, dispositivos baseados em energia (LASER), entre outros. Adicionalmente, aconselha-se um controlo particularizado de fatores predisponentes, envolvendo uma dieta equilibrada incluindo a execução de exercícios físicos regulares.

Como é que a celulite se forma? De onde vem?

A celulite é classificada como um distúrbio multifatorial, uma vez que é influenciada por efeitos hormonais, mas também determinada pela predisposição genética, inatividade física, obesidade, tabagismo e distúrbios posturais. O fenótipo desta situação é variado, envolvendo uma modificação do relevo da pele específico pela presença de pequenas depressões e ondulações (a característica “casca de laranja”), muitas das vezes acompanhada de escavações transversais, nodularidades e dobras cutâneas. Este aspeto é provocado pela degeneração do tecido adiposo e pela herniação dos lóbulos subcutâneos. Em consequência, estas alterações fisiológicas resultam numa diminuição da microcirculação e do sistémico linfático regional, devido à acumulação de gordura e fibrose dos septos de colagénio.

O tratamento global da celulite é desafiante e necessita de ser realizado com uma grande adesão do paciente às alterações essenciais de hábitos e de estilo de vida saudáveis, como também a aceitação dos tratamentos médicos indicados.

Por que é que as mulheres são mais afetadas?

A orientação perpendicular dos septos fibrosos nas mulheres permite a projeção da gordura subjacente, criando uma aparência ondulada e causando as depressões típicas que a caracterizam. A natureza oblíqua dessas fibras no sexo masculino parece impedir esta manifestação, mantendo a camada de gordura bem compacta, mesmo nos homens obesos. Assim, a celulite é um problema raro entre os homens. Também é importante notar que a obesidade não é uma condição necessária para a sua existência e existem mulheres magras que apresentam celulite. Para além disso, a alteração hormonal relativa ao nível elevado da hormona estrogénio (hormona feminina) provocam disfunções no metabolismo que provocam ou agravam a celulite. A pílula anticoncepcional também pode desencadear o problema, como as diferentes fases de alteração hormonal presentes no sexo feminino, tais como a puberdade, a gravidez e a menopausa.

A obesidade não é uma condição necessária para a existência de celulite e existem mulheres magras que a apresentam.

O que é indispensável no combate à celulite?

É indispensável a associação entre as medidas de estilo de vida saudável apontadas anteriormente com os tratamentos médicos adequados a cada caso. O tratamento global da celulite é desafiante e necessita de ser realizado com uma grande adesão do paciente às alterações essenciais de hábitos e de estilo de vida saudáveis, como também a aceitação dos tratamentos médicos indicados.

O que se deve evitar no combate à celulite?

Posso acrescentar que perder peso sem fortalecer as fibras de colagénio também pode piorar a aparência da celulite. Fortalecer a musculatura tanto com exercícios aeróbicos, como exercícios anaeróbicos (musculação) ou pilates, melhoram o quadro da celulite.

Existem truques diários que podem auxiliar nesse objetivo?

A ingestão mínima de dois litros de água diários, praticar exercícios físicos regulares, tanto aeróbicos (que ajuda na redução da gordura corporal) como anaeróbicos, concretamente a musculação (que auxilia a tonificação muscular) devem ser implementados. Adicionalmente, fazer paragens periódicas durante o dia associadas a uma elevação das pernas eficaz e o uso de meias de compressão são algumas medidas que podem minimizar o problema, melhorando a circulação sanguínea dos membros inferiores.

Uma entrevista com o médico Diogo Forjaz, especialista em Dermatologia.


Outras informações

Novo Plano Cellulase 3 Passos

Passo 1: Toma diária de 2 cápsulas em duas refeições principais (Cellulase Pearls ou Cellulase Advanced)

(PVPR: entre 50,99€ a 55,79)

Passo 2: Aplicação 3 x semana do gel esfoliante, em dias intercalados

(PVPR: 19,99€)

Passo 3: Aplicação diária do creme refirmante, 2x por dia, de manhã e à noite

(PVPR: 34,99€)

Comum a 85% das mulheres*, a celulite é um problema persistente ao longo do ano, ocorrendo pela saliência da gordura hipodérmica na pele agravada por fatores como o sedentarismo potenciado pelo confinamento dos últimos meses.

A inestética celulite ocorre porque a gordura extravasa as células adipócitas, alterando a sua estrutura. Isto origina a formação de tecido fibroso, comprometendo a micro-circulação e conferindo à pele um aspeto irregular, tal como a casca de uma laranja.

Tal alteração deve-se a fatores como a predisposição genética, alterações hormonais, má circulação sanguínea, sedentarismo ou má alimentação.

A celulite pode surgir em qualquer momento da vida da mulher, seja ela magra ou mais curvilínea.

*Estudo Cellulase com 340 mulheres em Portugal, 2014. Cellulase Pearls e Cellulase Advanced são SUPLEMENTOS ALIMENTARES. Cellulase Gel Esfoliante e Cellulase Creme Refirmante são COSMÉTICOS. Para mais informações aceda a Cellulase.pt.