A descoberta levanta novas interrogações, sobretudo às autoridades de saúde da América Latina que se desdobram em ações para conter a proliferação do Zika, aparentemente relacionado com o surto de bebés com microcefalia no Brasil e Colômbia.

De acordo com vários casos clínicos, o vírus pode também ser transmissível por via sexual.

Este homem de 68 anos, contaminado com o vírus em 2014 durante uma viagem à Oceania, apresentava febre e erupções quando regressou ao Reino Unido, onde foi diagnosticado com Zika.

Embora os sintomas do vírus sejam frequentemente leves e desapareçam no espaço de uma semana, o vírus foi encontrado em amostras de sémen colhidas 27 e 62 dias depois da infeção inicial, destaca um relatório dos serviços de saúde britânicos publicado pela revista dos Centros de Controlo e Prevenção de Doenças Infecciosas Emergentes.

Leia também: Os 12 vírus mais perigosos do mundo

"Os nossos dados podem indicar a presença prolongada do vírus no sémen, o que por sua vez poderia indicar um potencial prolongado de transmissão sexual", lê-se no documento.

Numa reunião em Washington da Associação Americana para o Avanço da Ciência, o diretor do Instituto Americano de Alergias e Doenças Infecciosas, Anthony Fauci, disse que ainda há muito a descobrir sobre o Zika, sobretudo no que toca à possibilidade da sua transmissão por via sexual.

O Ébola, que é da mesma família do Zika, escreve a agência de notícias France Presse, pode permanecer no sémen durante nove meses segundo vários estudos epidemiológicos. Fauci diz ainda que novos estudos permitirão determinar quanto tempo devem os homens abster-se de ter sexo após o contágio por Zika.

A utilização do preservativo é uma das medidas preventivas defendidas pelo Centro de Controlo e Prevenção de Doenças Infecciosas Emergentes do Reino Unido e pela Direção-Geral de Saúde de Portugal como forma de proteger as mulheres grávidas.

Leia tambémA microcefalia faz parte da vida deles há 14 anos

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.