"Tratar bem a pessoa com diabetes é um desafio cada vez maior, não só pela necessidade constante de atualização sobre as novas opções farmacológicas, mas também porque exige a educação terapêutica, imprescindível para que tais ferramentas possam ser utilizadas na prática e realmente mudar a qualidade de vida e prognóstico dos nossos doentes", alerta a médica endocrinologista Ana Carolina Neves.

A especialista faz parte da comissão organizadora do "Update de Diabetes", do Hospital Cuf Descobertas, que decorre nos próximos dias 11 e 12 de novembro em formato híbrido, permitindo a participação virtual ou presencial de acordo com a conveniência dos participantes.

O "Update de Diabetes" é um evento de atualização na área da diabetes, dirigido a todos os profissionais de saúde com especial interesse em diabetes, e particularmente a médicos de Medicina Geral e Familiar.

"O tratamento da diabetes é, hoje, um desafio de atualização científica para os profissionais de saúde", salienta a médica endocrinologista.

"Irão ser abordados temas como a abordagem multidisciplinar da diabetes tipo 1 e as novas tecnologias que vieram mudar a qualidade de vida das pessoas com diabetes", acrescenta.

"Iremos dar especial ênfase ao papel dos diferentes profissionais de saúde e também da própria pessoa com diabetes no tratamento da doença, assim como à importância da motivação para o sucesso terapêutico", refere.

"Nos últimos anos, temos assistido a uma mudança de paradigma no tratamento da diabetes, impulsionada pela evidência que estudos de novas classes terapêuticas adicionaram ao conhecimento atual no tratamento da diabetes tipo 2", afirma.

"Por outro lado, a insulinoterapia tem também assistido a grande evolução com novos análogos de insulina com perfis de acção mais estáveis e fisiológicos", conclui.

Cartaz
"Update de Diabetes", do Hospital Cuf Descobertas, nos dias 11 e 12 de novembro

Em 2018 a prevalência estimada da diabetes na população portuguesa com idades compreendidas entre os 20 e os 79 anos (7,7 milhões de indivíduos) foi de 13,6%, segundo os Resultados Preliminares do Estudo da Prevalência da Diabetes em Portugal (PREVADIAB).

Estes dados significam que mais de um milhão de portugueses neste grupo etário tem diabetes, dos quais 56% já diagnosticados e 44% ainda não diagnosticados.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.