“Algumas famílias chegam a gastar 25 a 30% das suas reformas na aquisição de medicamentos e este programa ajuda a aliviar o seu orçamento”, afirmou à agência Lusa o presidente do município, Luís Machado.

O apoio destina-se a pensionistas com mais de 65 anos ou pessoas portadores de doença crónica.

Segundo o autarca, muitos dos pensionistas usufruem uma “pensão parca, muito baixa, que os limita no acesso à saúde”.

O concelho, situado na Região Demarcada do Douro, tem como principal atividade económica a produção de vinho, setor que atravessa uma crise, tendo-se verificado nos últimos anos quebras nos rendimentos dos viticultores.

Luís Machado referiu ainda que este apoio foi também criado após o corte efetuado a algumas comparticipações nos medicamentos e visa ajudar a população "mais carenciada".

“Esta é uma forma de a autarquia ajudar as pessoas mais carenciadas e que de facto passam dificuldades económicas no nosso concelho”, frisou.

O presidente salientou que o município fixou um montante de 150 euros/ano de comparticipação por cada utente.

Ao longo deste ano, foram atribuídas ajudas a 100 munícipes, o que representa um investimento de cerca de 15.000 por parte da autarquia.

“Estamos a pensar aumentar o 'plafond' para o próximo ano. Notamos que é um apoio importante para as pessoas e quase todos os dias nos aparecem novos pedidos para análise pelos nossos serviços de ação social”, sublinhou.

O município formalizou um protocolo com as duas farmácias do concelho, onde é criada uma ficha dos utentes.

O apoio ao medicamento está inserido no programa “Solidarius”, criado em 2014 pela Câmara de Santa Marta de Penaguião, no distrito de Vila Real, e que agrega todos os apoios sociais prestados no concelho.

Luís Machado salientou que a ação social é uma das prioridades da Câmara de Santa Marta de Penaguião e frisou que o município já investiu 69.400 euros no apoio à habitação degradada, uma medida que ajudou 32 famílias, e atribuiu 50 bolsas de estudo a universitários do concelho, num investimento de 25.000 euros.

Em breve, serão ainda atribuídas mais cinco habitações sociais, no âmbito do programa de reaproveitamento das antigas escolas primárias do concelho para a construção de casas destinadas às famílias carenciadas.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.