O estudo realizado pela Universidade de Otago, na Nova Zelândia, seguiu 1.037 pessoas nascidas naquele país, entre 1972 e 1973. Os pais relataram que os seus filhos chuchavam no dedo ou roiam as unhas aos 5, 7, 9 e 11 anos de idade. Em seguida, aos 13 e 32 anos, os investigadores fizeram testes na pele dessas pessoas para testar a sensibilidade atópica ou uma predisposição para o desenvolvimento de alergias comuns. Os investigadores tiveram ainda em conta outros fatores conhecidos por influenciar o risco de alergia, como a amamentação, se os pais tinham alergias, se fumavam, e se as suas famílias tinham animais de estimação.

As crianças que não chuchavam no dedo ou roíam as unhas tinham 49% de probabilidade de desenvolverem uma alergia, em comparação com os 38% dos que tinham chuchado no dedo ou roído as unhas. E as crianças que tinham os dois hábitos, tinham ainda menos alergias aos 32 anos de idade.

"Os resultados refletem a questão da higiene, ou seja, o estudo sugere que as crianças expostas a micróbios reduzem o risco de desenvolverem alergias no futuro", refere o autor do estudo, o Professor Bob Hancox.

É importante, no entanto, realçar que os investigadores só encontraram uma diferença nas alergias detetadas através de testes de pele, como pólens, pelos de animais e alimentos. E não encontraram diferenças no risco de desenvolvimento de doenças alérgicas, como asma ou febre do feno.

Tanto os autores, como os investigadores deste estudo, são unânimes em chamar a atenção dos pais que estes resultados não devem ser encorajadores destes hábitos nas crianças.

No entanto, este estudo vem reforçar outros que já foram feitos e que concluíram que crianças expostas a pelos de animais e bactérias domésticas são menos propensas a vir a sofrer de asma e alergias.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.