Deputados do Partido Ecologista “Os Verdes” juntam-se hoje à marcha contra o encerramento da Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, uma iniciativa da Plataforma em defesa da MAC que integra várias organizações e sindicatos.

A marcha, que terá início às 18h30 em frente à maternidade lisboeta e seguirá até ao Ministério da Saúde, foi organizada pelo Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública e Açores, Sindicato dos Médicos da Zona Sul, Movimento dos Utentes dos Serviços Públicos e Comissão dos Utentes de Saúde da Cidade de Lisboa.

Na opinião de “Os verdes”, o Governo tem implementado "uma política inconcebível de cortes cegos na área da saúde, transferindo custos para o utente, dificultando o seu acesso a cuidados básicos nesta área e levando a cabo o encerramento de diversos serviços, política da qual o fecho da MAC é mais recente exemplo".

O partido está “frontalmente contra o encerramento” da MAC, justificando que este é “mais um passo no sentido da destruição do Serviço Nacional de Saúde e uma machadada no direito à saúde dos cidadãos, um passo que deve ser, quanto antes, evitado”.

Domingo passado, centenas de pessoas, entre profissionais de saúde, pacientes e famílias inteiras, concentraram-se em frente à Maternidade Alfredo da Costa para protestar contra o encerramento da maior maternidade do país.

Sob o mote “Uma flor pela MAC”, a concentração foi colorida por rosas, gerbérias, cravos e outras flores que acabaram depositadas num relvado em frente à maternidade onde foi desenhado o símbolo da MAC e preenchido por flores.

Um dos argumentos do Governo para o encerramento da MAC é o excesso de oferta de serviços de obstetrícia na região de Lisboa.

19 de abril de 2012

@Lusa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.