As imagens, difundidas pela cadeia televisiva britânica BBC, mostram moradores a derrubar um veículo da polícia e barreiras colocadas em torno do seu condomínio. A polícia de choque foi, entretanto, enviada para aquela área.

Cantão, capital da província de Guangdong, enfrenta o maior surto de covid-19 desde o início da pandemia.

A China insiste na política de ‘zero casos’ de covid-19, que inclui o bloqueio de bairros, distritos e cidades inteiras, e o isolamento de casos positivos e contactos diretos em instalações designadas.

As tensões estão a aumentar no distrito de Haizhu, que está sob um bloqueio altamente restritivo. A área é o lar de muitos trabalhadores migrantes, oriundos de zonas rurais pobres. Eles reclamaram de não estarem a ser pagos por não puderem comparecer ao trabalho e da escassez de alimentos e do aumento dos preços, devido às medidas de prevenção epidémica.

Por várias noites, alguns moradores entraram em confrontos com agentes da polícia. A raiva de repente explodiu nas ruas de Cantão na noite de segunda-feira, com um ato de desafio em massa.

Rumores de que as empresas que fazem testes estão a falsificar resultados de PCR para aumentar artificialmente o número de infeções, a fim de ganhar mais dinheiro, motivaram os desacatos, segundo a BBC.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.