Adalberto Campos Fernandes, que há mais de três horas está a ser ouvido em audição na Comissão Parlamentar da Saúde, disse esperar que, quando voltar a esta comissão, antes do verão, possa dizer que não há nenhum doente oncológico a violar os TMRG.

Os TMRG são os considerados clinicamente aceitáveis para os utentes beneficiários do Serviço Nacional de Saúde (SNS) receberem os cuidados de saúde de que necessitam.

O relatório sobre doenças oncológicas, apresentado no início de março, indicou que a percentagem de doentes operados a neoplasias malignas e que ultrapassou o TMRG aumentou 4,6% de 2013 para 2014.

Segundo o ministro da Saúde, no final do ano passado apenas 74% das respostas eram garantidas dentro dos TMRG. Adalberto Campos Fernandes quer aumentar esta percentagem para, pelo menos, 80%, abaixo dos quais considera que a meta não é ambiciosa.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.