“Este é um dos aspetos mais chocantes em termos de integração na sociedade” dos jovens que tiveram cancro em criança, afirmou Filomena Pereira, que dirige o serviço de pediatria no Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa.

A especialista falava durante o Fórum “Cancro Pediátrico”, organizado pela associação Lions e que hoje reúne, em Lisboa, vários especialistas em oncologia pediátrica.

Estes são os sintomas de cancro mais ignorados pelos portugueses
Estes são os sintomas de cancro mais ignorados pelos portugueses
Ver artigo

Para Filomena Pereira, existem outras dificuldades que estas crianças passam por terem sido atingidas pela doença, como terem de ter de fazer os tratamentos nos IPO, apesar de existirem outros serviços mais perto.

“Há uma relutância dos médicos em ver doentes com cancro no seu local de trabalho. Se têm cancro, é para o IPO”, lamentou esta centralização.

Em relação às condições do serviço de pediatria do IPO de Lisboa, a sua diretora disse que este é “o último reduto de qualidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS)”.

“Quando se começarem a sentir problemas neste serviço, então é porque a situação do SNS é muito grave”, acrescentou, afirmando: “Este é o último sítio onde chegam as coisas más”.

Com este relativo desafogo, os profissionais conseguem que as crianças se preocupem “apenas com o que precisam de se preocupar, ou seja, com a cor das toucas, as tranças e os adereços”, disse.

Em Portugal surgem anualmente entre 350 a 400 casos de cancro em idade pediátrica. Os países desenvolvidos registaram nos últimos tempos um crescimento de 1% do número anual de casos, segundo o responsável pelo programa das doenças oncológicas.
Em Portugal, o número de mortes por cancro em 2016 foi de 27.900, mais três por cento do que no ano anterior, segundo resultados divulgados este mês.

Apesar de haver mais diagnósticos, a taxa de sobrevivência ao cancro está a aumentar no mundo, revela um estudo publicado pela revista "Lancet".

Leia tambémAs frases que nunca deve dizer a uma pessoa com cancro

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.