“No contexto da atual situação epidemiológica, provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, e no âmbito do processo de desconfinamento atualmente em curso, com redução de medidas de distanciamento social, considera-se crucial continuar a assegurar o aumento da capacidade de testagem e cobertura, juntamente com o reforço do rastreio dos contactos em todo o país”, refere o despacho, que produz efeitos desde 01 de setembro.

Neste sentido, e tendo em conta que o mandato da ‘task force’ para a promoção do “Plano de Operacionalização da Estratégia de Testagem em Portugal” está prestes a terminar é fundamental” que o seu mandato possa ser renovado para poder “continuar a desenvolver a sua atividade”, sublinha o despacho.

A ‘task force’ foi criada através de um despacho do dia 18 de março e é coordenada pelo presidente do Instituto Nacional Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), Fernando de Almeida, e é composta por elementos do Ministério da Saúde, do INSA, da Direção-Geral da Saúde, dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, da Autoridade Nacional do Medicamento Produtos de Saúde (Infarmed) e das Administrações Regionais de Saúde.

Segundo dados das autoridades de saúde, já foram realizados em Portugal 17.274.708 testes PCR e testes rápidos de antigénio (TRAG).

Desde março de 2020, a covid-19 já matou em Portugal 17.810 pessoas e foram contabilizados 1.047.710 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

Notícia corrigida às 17h59 com a substituição da foto ilustrativa

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.