"É uma preocupação constante. É incompreensível a situação em que se encontram aquelas crianças há vários anos", disse à agência Lusa Vítor Veloso que falava à margem das comemorações do Dia Internacional do Voluntariado que na manhã desta quarta-feira decorreram na LPCC.

"Há vários responsáveis e esses responsáveis ainda não assumiram responsabilidades. Entendo que o Ministério da Saúde tem de ter uma ação imediata, urgente e de indiscutível dignidade no sentido de dar o melhor alojamento e tratamento a crianças que são indefesas e merecem o melhor de nós todos", concluiu o presidente da Liga.

Em causa está o facto de há cerca de uma década existir um projeto para o hospital de São João construir uma ala pediátrica, mas desde então o serviço tem sido prestado em contentores.

Em janeiro de 2017, o Ministério da Saúde aprovou a construção da ala pediátrica, anunciando um investimento de cerca de 20 milhões de euros.

O Governo autorizou a 19 de setembro a administração do Centro Hospitalar Universitário de São João a lançar o concurso para a conceção e construção das novas instalações do Centro Pediátrico.

A ministra da Saúde afirmou no início de novembro, no Parlamento, que não dormirá tranquila enquanto o problema da nova ala pediátrica do hospital de São João não estiver resolvido, mas não se comprometeu com datas e rejeitou a possibilidade de um ajuste direto para a obra.

O Dia Internacional do Voluntariado foi comemorado com a entrega de insígnias a voluntários por cinco, dez, 15, 20 e 25 anos de serviço, bem como com a entrega do Prémio Nacional de Oncologia da LPCC - Artur Santos Silva, ao médico e primeiro presidente do IPO/Porto, José Guimarães dos Santos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.