Fonte da Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos (SRNOM), responsável pela distinção, disse hoje à agência Lusa que o prémio, no valor de 1.250 euros, será entregue na segunda-feira, na cerimónia comemorativa do Dia do Médico.

Miguel Antunes Saraiva, de 24 anos, é natural de Viseu e receberá o galardão que premeia a qualidade da formação pré-graduada nas três escolas médicas da região Norte: ICBAS e Faculdade de Medicina, da Universidade do Porto, e Escola de Medicina, da Universidade do Minho.

10 conselhos médicos para ter um coração de ferro
10 conselhos médicos para ter um coração de ferro
Ver artigo

“A forte apetência para a área das ciências e o gosto em comunicar diretamente com pessoas, levou Miguel Saraiva a ingressar no Mestrado Integrado em Medicina no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, da Universidade do Porto”, refere a Ordem dos Médicos/Norte, em comunicado.

Miguel Saraiva rumou a Lisboa

Miguel Saraiva caracteriza o ICBAS e o Hospital de Santo António, a que aquele instituto está ligado, como “uma excelente escola médica” e destaca “a multidisciplinaridade da formação”.

Após terminar o curso e realizar a Prova Nacional de Seriação para integrar o Ano Comum, Miguel Saraiva optou por escolher um hospital na zona de Lisboa e está atualmente a trabalhar como médico interno no Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca.

“A qualidade da formação e o futuro dos jovens médicos no nosso país é algo que o preocupa, principalmente a falta de vagas no acesso à formação específica, a rara abertura de concursos para médicos recém-especialistas e a gestão das horas de trabalho”, refere a SRNOM.

Contudo, acrescenta, “acredita que é possível fazer uma carreira médica de qualidade em Portugal, destacando os recursos existentes e a competência dos profissionais de saúde e das instituições de ensino”.

Nas comemorações do Dia do Médico será também entregue o Prémio Corino de Andrade, que este ano foi atribuído à Escola de Medicina da Universidade do Minho em “reconhecimento pelo trabalho de qualidade desenvolvido na formação pré-graduada e pós-graduada em Portugal”.

Na ocasião serão igualmente homenageados os médicos que este ano completam 25 e 50 anos de inscrição naquela ordem profissional.

“A distinção com o Prémio Corino de Andrade representa o reconhecimento pelo trabalho de qualidade desenvolvido na formação pré-graduada e pós-graduada em Portugal e traduz-se num acréscimo de responsabilidade”, refere a Ordem dos Médicos/Norte.

O Prémio Corino de Andrade é uma distinção criada pela SRNOM em 2002 e visa galardoar pessoas singulares não médicas ou coletivas que se tenham destacado pela prestação de serviços relevantes à medicina e aos médicos portugueses.

O galardão já foi entregue a personalidades e instituições como a FMUP (2010), ICBAS (2016), I3S (2009), Apifarma (2006), 3B’s Research Group (2012), Maria de Belém Roseira (2015).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.