A suspensão da venda dos oito lotes de Vigantol (Colecalciferol, 0.5 mg/ml, solução oral, frasco conta-gotas de 10 ml) com o número de registo 9881706, foi determinada “por terem sido detetados resultados fora das especificações para a substância ativa Colecalciferol- Vitamina D3 (durante os testes de estabilidade)”, adianta a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde numa circular informativa publicada no ‘site’.

Os lotes em causa são o 19LQ080, LQ081, LQ098, LQ099, LQ100, com o prazo de validade 11/2024, e os lotes 20BQ128, 20BQ129 e 20BQ130, com a validade de 01/2025.

Segundo o Infarmed, a empresa P&G Health Germany GmbH irá proceder à recolha voluntária destes lotes de Vigantol, indicado para a prevenção do raquitismo e osteomalacia em crianças e adultos e prevenção de deficiência em vitamina D em crianças e adultos.

É também indicado para a prevenção do raquitismo em recém-nascidos prematuros, tratamento de suporte da osteoporose em adultos e tratamento do hipoparatiroidismo e pseudohipoparatiroidismo em adultos.

O Infarmed apela às entidades que tenham estes lotes de medicamento em stock para que não os vendam ou administrem, devendo proceder à sua devolução.

Aconselha ainda os doentes que estejam a utilizar medicamentos pertencentes aos lotes em causa a não interromperem o tratamento e, “logo que possível”, solicitarem a substituição por outro lote ou pedir ao médico ou farmacêutico a indicação de um medicamento alternativo.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.