Cátia Amoreirinha, naturopata no Gabinete de Saúde
Cátia Amoreirinha, naturopata no Gabinete de Saúde créditos: DR

SAPO: A homeopatia funciona?

Cátia Amoreirinha: Sim, funciona. Os medicamentos homeopáticos têm características próprias. São obtidos a partir de matérias-primas homeopáticas, através de um processo farmacêutico específico que inclui processos de diluição e dinamização. Os medicamentos homeopáticos têm como princípio a indução de um processo de reorganização das funções vitais, estimulando o mecanismo de autorregulação do organismo.

SAPO: Como?

Cátia Amoreirinha: Em vez de combater a doença diretamente, os medicamentos homeopáticos têm por função estimular o corpo a lutar contra a doença.

SAPO: Existe evidência científica sobre isso?

Cátia Amoreirinha: Embora não seja ainda cientificamente possível perceber como atua a homeopatia, existem vários estudos científicos que confirmam a sua eficácia. A homeopatia é eficaz em múltiplas situações e já existem estudos que comprovam os resultados positivos e que podem ser consultados em bibliotecas científicas on-line.

Em 2013, por exemplo, realizou-se um estudo em que se comprovou a eficácia da homeopatia no tratamento da depressão face a placebos e a anti-depressivos farmacológicos. Em 2014 também foi possível comprovar a eficácia de um medicamento homeopático na redução das células tumorais do pulmão num teste in-vitro. Em 2015 comprovou-se a eficácia de um medicamento homeopático no tratamento de patologias osteoarticulares, nomeadamente no tratamento de problemas crónicos do ombro.

Já em 2016 num estudo realizado pela Faculdade de Farmácia do Rio de Janeiro comprovou a eficácia da homeopatia no tratamento infeções respiratórias agudas em crianças, nomeadamente na gripe e um outro estudo mostrou a eficácia da homeopatia em situações de compulsão alimentar em homens. Este ano foi também um publicado um estudo que revela a eficácia da homeopatia no tratamento da endometriose.

SAPO: Porque é que muita gente não leva a sério este tipo de terapias?

Cátia Amoreirinha: O facto de os medicamentos homeopáticos terem uma produção farmacológica que inclui diluição e dinamização faz com que as doses de substâncias ativas sejam muito pequenas ou vestigiais, o que pode por vezes fazer com que muita gente duvide da sua eficácia.

SAPO: Conhece casos de pessoas que melhoraram depois deste tipo de terapias? 

Cátia Amoreirinha: Todos os dias, em consulta, vemos casos de sucesso com tratamentos com homeopatia. Temos bastantes casos de sucesso em situações de ansiedade e depressão, doenças respiratórias, problemas de pele, alergias, doenças crónicas, doenças da infância, etc.

12 sintomas que nunca deve ignorar

SAPO: A homeopatia funciona enquanto terapia única ou deve e pode ser conjugada com tratamentos médicos?

Cátia Amoreirinha: A homeopatia funciona em ambas as situações. Pode ser utilizada isoladamente ou em conjunto com tratamentos médicos visto que não se registam interações medicamentosas entre homeopáticos e fármacos. Depende também obviamente do caso clínico.

SAPO: Que terapeutas podem fazer este tipo de terapia?

Cátia Amoreirinha: Em Portugal, segundo a Lei 71/2013 pode exercer homeopatia profissionais com formação específica.

SAPO: Quais são os benefícios desta terapêutica?

Cátia Amoreirinha: A homeopatia apresenta resultados bastante rápidos. Os principais benefícios são a ausência de efeitos secundários ou colaterais, não causam interações medicamentosas e podem ser recomendados a qualquer utente de qualquer idade.

SAPO: Qual a diferença entre homeopatia e naturopatia?

Cátia Amoreirinha: A homeopatia baseia-se na utilização específica de medicamentos homeopáticos. A naturopatia é uma outra vertente das terapêuticas não-convencionais, em que para tratamento além da homeopatia se recorre também a outras técnicas terapêuticas, como a fitoterapia, a alimentação, a medicina ortomolecular, entre outras. O naturopata pode também recomendar medicamentos homeopáticos sempre que se justifique, embora o processo de consulta seja diferente.

SAPO: Em que situações é que se deve recorrer a um homeopata?

Cátia Amoreirinha: Pode recorrer-se a um homeopata quando se quer tratar ou prevenir doenças. Mas a homeopatia tem mostrado ser bastante eficaz em problemas digestivos e respiratórios, infeções urinárias e incontinência, ansiedade e depressão, insónias, enxaquecas, doenças auto-imunes, doenças reumatológicas e osteoarticulares, e no tratamento das doenças comuns da infância como as otites, gastroenterites, rinites.

Cátia Amoreirinha é naturopata no Gabinete de Saúde

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.