As doze crianças resgatadas de uma caverna na Tailândia podem ter desenvolvido alguma forma de histoplasmose, uma doença comummente designada como doença das cavernas. Os menores estão agora sob controlo médico para monitorizar a existência de qualquer complicação patológica.

Antes do resgate, médicos citados pela agência de notícias Reuters alertavam para o perigo dos adolescentes terem desenvolvido histoplasmose mas também outras doenças como meningite, leptospirose e pneumonia.

15 doenças que ainda não têm cura
15 doenças que ainda não têm cura
Ver artigo

O que é a histoplasmose?

A histoplasmose é uma infeção contraída pela inalação de esporos do fungo Histoplasma capsulatum. A maioria das pessoas não tem sintomas, mas algumas sentem-se doentes, desenvolvem febre e tosse e às vezes dificuldades respiratórias. Por vezes, a infeção espalha-se, causando o aumento do fígado, baço e linfonodos.

O diagnóstico é médico e baseia-se na análise de exames complementares de diagnóstico como a radiografia de tórax, análise de amostras do tecido ou de secreções, urina e sangue.

22 doenças muito estranhas
22 doenças muito estranhas
Ver artigo

Este fungo, o Histoplasma capsulatum, desenvolve-se no solo contaminado com fezes de pássaros ou morcegos, por exemplo. Os avicultores, trabalhadores de construção, exploradores de cavernas e outros que trabalham diretamente com o colo têm mais probabilidade de inalar os esporos.

As várias formas

Histoplasmose pulmonar aguda: Esta é a forma inicial de infecção. Ocorre somente nos pulmões e não é letal. Os sintomas surgem entre 3 a 21 dias depois de inalados os esporos. A patologia é caracterizada por febre, tosse e sintomas semelhantes aos da gripe. Os sintomas geralmente desaparecem sem tratamento num período de duas semanas e raramente duram mais de seis semanas. Em alguns casos, pode desenvolver-se pneumonia.

10 partes do corpo sem as quais podemos viver
10 partes do corpo sem as quais podemos viver
Ver artigo

Histoplasmose disseminada progressiva: Se o sistema imunitário estiver debilitado ou for pouco desenvolvido, a infeção pode disseminar-se dos pulmões percorrendo a corrente sanguínea até outras partes do corpo, como o cérebro, medula, fígado, baço, linfonodos, sistema digestivo ou medula óssea.

Esta forma ocorre raramente em adultos saudáveis. Geralmente desenvolve-se em bebés desnutridos, em crianças muito pequenas ou em pessoas com o sistema imune fragilizado, como portadores de VIH/Sida. Os sintomas são pouco específicos, mas a doença pode evoluir para pneumonia. A doença pode tornar-se grave em pessoas com VIH/Sida. Sem tratamento, é fatal em mais de 90% das pessoas.

Histoplasmose cavitária crónica: Desenvolvem-se cavidades nos pulmões ao longo de várias semanas. A infeção não se dissemina dos pulmões para outras partes do corpo, mas desenvolve-se aos poucos ao longo de várias semanas, provocando tosse e dificuldades respiratórias. Os sintomas incluem febre, perda de peso, sudorese noturna, febre leve e mal-estar geral. Em casos avançados, pode provocar expectoração com sangue. A lesão pulmonar ou a invasão bacteriana dos pulmões pode causar a morte.

As informações são da Escola de Medicina da Wayne State University, nos Estados Unidos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.