Um estudo português estimou em 2016 a prevalência da osteoporose na população adulta em Portugal em 10%, sendo esta mais frequente entre as mulheres. Uma outra investigação mais recente (2018) estimou a prevalência de osteoporose na população feminina com mais de 65 anos em 50%, sendo que a prevalência de fraturas por fragilidade óssea neste escalão etário foi de 21%.

Os 10 benefícios do leite para a saúde (segundo uma nutricionista)
Os 10 benefícios do leite para a saúde (segundo uma nutricionista)
Ver artigo

Luís Cunha Miranda, médico e presidente da Sociedade Portuguesa de Reumatologia (SPR), alerta que "20% das mulheres que sofrem uma fratura da anca acabam por falecer um ano após a fratura e, como tal, temos de promover a implementação de boas práticas que ajudem a melhorar a qualidade de vida dos doentes e diminuir a morbilidade e mortalidade na Osteoporose".

A descalcificação dos ossos poderá levar irremediavelmente a uma situação de osteopenia ou mesmo de osteoporose. Estima-se que a cada três segundos ocorra uma fratura osteoporótica em algum lugar do planeta.

Segundo números da SRA, as fraturas da anca em pessoas com Osteoporose representam uma totalidade de 10 mil fraturas anuais, o que levou a Associação Nacional contra a Osteoporose (APOROS), a Sociedade Portuguesa de Reumatologia (SPR) e a Sociedade Portuguesa de Osteoporose e Doenças Ósseas Metabólicas (SPODOM) a unir-se para contribuir para educação da população sobre a Osteoporose e o risco de fraturas com o lançamento de um novo site.

Novo site

A campanha "Impeça a Osteoporose de quebrar a sua rotina" procura dar à população uma ferramenta de apoio para este problema de saúde pública, com o lançamento da plataforma de educação "Ossos Fortes".

Destruímos as vitaminas quando cozinhamos? Regras para salvar 10 vitaminas essenciais
Destruímos as vitaminas quando cozinhamos? Regras para salvar 10 vitaminas essenciais
Ver artigo

Esta plataforma abordará problemas como a falta de adesão à terapêutica, a carência de vitamina D, entre outros temas pertinentes, e suas implicações na saúde e bem-estar das pessoas com osteoporose.

A osteoporose é uma doença que afeta o esqueleto, tornando os ossos mais finos e fáceis de fraturar. A patologia acontece pela redução da massa óssea, que leva a que os ossos fiquem mais porosos e quebradiços.

A fratura dos ossos – especialmente do punho, vértebras ou anca – são a principal consequência da osteoporose.  As mulheres a partir da menopausa são o grupo em maior risco. Mas, a partir dos 65 anos, tanto homens como mulheres podem ser afetados, ainda que nem todos os sejam.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.