A reclamação consta de um abaixo-assinado, “subscrito por uma expressiva parte dos enfermeiros” do Centro Hospitalar, que foi enviado ao ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, segundo a direção regional da Beira Alta do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP).

Passa demasiado tempo na cama? Então corre estes 10 riscos
Passa demasiado tempo na cama? Então corre estes 10 riscos
Ver artigo

Em comunicado, o SEP refere que os signatários exigem igualmente “a imediata contratação, para a substituição dos enfermeiros que tomaram posse nos cuidados de saúde primários”.

Por outro lado, é reclamada no documento “a programação atempada da contratação de enfermeiros, com vista a uma efetiva aplicação do Plano Normal de Trabalho de 35 horas a todos os enfermeiros”, a partir de julho.

Os subscritores pedem “respeito pelo esforço acrescido a que os enfermeiros têm vindo a ser submetidos”.

O documento, segundo a direção regional do SEP, “é subscrito pela maioria dos enfermeiros do CHTV e exprime a preocupação e o descontentamento crescente dos enfermeiros pelo avolumar paulatino” dos problemas.

Estes problemas “têm vindo a ser denunciados ao longo dos últimos meses, sem vislumbre de resolução”, refere, alertando que “a carência de enfermeiros coloca em risco” os utentes do Centro Hospitalar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.