O Programa, que tem a colaboração do Governo e o patrocínio da Fundação “La Caixa”, é a versão portuguesa de uma iniciativa que já existe em Espanha e que desde 2009 já chegou a quase 135 mil doentes e 187 mil familiares.

De acordo com informação oficial divulgada hoje, o Programa baseia-se num modelo de intervenção por equipas de apoio psicossocial, constituídas por profissionais que vão dar apoio psicológico, social e espiritual em situações de doença avançada. O objetivo é melhorar questões como a ansiedade e a tristeza, mas também a adaptação ao estado da doença, apoiando quer doentes, por exemplo doentes de cancro nos cuidados paliativos, mas também familiares.

Estes são os sintomas de cancro mais ignorados pelos portugueses
Estes são os sintomas de cancro mais ignorados pelos portugueses
Ver artigo

“Esta iniciativa vem reforçar o cuidado integral realizado pelas equipas de cuidados paliativos tendo em conta tanto o apoio psicológico e emocional, social e espiritual ao doente e aos seus familiares, como o apoio no luto e a profissionais de cuidados paliativos, além do acompanhamento por parte de voluntários”, explica-se no documento.

Em resumo, o Programa (Programa de Atenção Integral a Pessoas com Doenças Avançadas) complementa a ação dos serviços públicos de saúde no apoio a doentes em final de vida e suas famílias. Mas também apoia a qualificação profissional de médicos em cuidados paliativos, a criação de equipas domiciliárias, ou o apoio a associações, entre outros.

Na sequência de um concurso lançado em fevereiro foram escolhidas as 10 entidades, que receberão 112 mil euros cada uma. A Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, o Instituto Português de Oncologia de Coimbra Francisco Gentil, o Centro Hospitalar Universitário do Algarve e o Instituto São João de Deus, em Lisboa, fazem parte da lista.

As restantes instituições são o Centro Hospitalar Lisboa Norte, o Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira, a Santa Casa da Misericórdia do Porto, a Unidade Local de Saúde do Nordeste, o Hospital Divino Espírito Santo de Ponta Delgada e a Unidade Local de Saúde da Guarda.

A Fundação “La Caixa”, do banco espanhol Caixa Bank, quer investir em Portugal, por ano, cerca de 50 milhões de euros em projetos sociais.

O apoio para os cuidados paliativos foi objeto de um acordo entre o governo de Portugal e a fundação em fevereiro deste ano.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.