“O ministro da Saúde acompanhou aquilo que foram as recomendações da Inspeção Geral das Atividades em Saúde, tudo dentro daquilo que é a normalidade jurídica e a normalidade do funcionamento do Estado”, afirmou aos jornalistas, à margem da cerimónia de apresentação do novo Conselho de Administração do Centro Hospitalar de São João, no Porto.

Adalberto Campos Fernandes demitiu o presidente do INEM na segunda-feira à tarde, conforme proposta da IGAS, que analisou a atuação deste dirigente.

A IGAS investigou a atuação de Paulo Campos - suspenso de funções desde outubro de 2015 - na alegada interferência que este terá tido no transporte de uma doente, em helicóptero do INEM, do Hospital de Cascais para o de Abrantes.

“Não há nenhuma descredibilização do INEM, o INEM é uma instituição de referência, uma instituição constituída por profissionais muito dedicados e empenhados. O país precisa de confiar no INEM e o ministro da Saúde confia no INEM”, sustentou o governante.

Adalberto Campos Fernandes salientou que, para já, Luís Meira está na presidência do INEM e que vai ser aberto “de imediato” um processo concursal nos termos da lei.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.