A média diária em Portugal desceu ligeiramente dos 229 casos verificados na semana passada. Entre os países da União Europeia (UE), Chipre tem a maior média diária, com 476 casos, seguido da Irlanda (358), França (332), Grécia (302) e Espanha (235).

A média da União Europeia neste indicador aumentou de 132 para 149, enquanto a média mundial passou de 81 para 84.

Os países de leste continuam a ser aqueles com médias diárias de novos casos mais baixas, apesar de ligeiros aumentos comparativamente à semana anterior: Polónia, com cinco casos, Hungria (sete), Eslováquia (14), República Checa (17) e Roménia (27).

Apesar de já não fazer parte da UE, o Reino Unido é o país europeu com os números mais elevados e uma média de novos casos a sete dias de 476 por milhão de habitantes.

No mundo, os países com mais de um milhão de habitantes com médias diárias de novos casos mais altas são a Geórgia (1.206), Kosovo (965), Israel (844), Cuba (827) e Malásia (662).

Quanto à média de mortes diárias por milhão de habitantes nos últimos sete dias, Portugal passa de quinto para oitavo país da UE neste indicador, com uma média de 1,08, descendo ligeiramente de 1,33 na passada segunda-feira.

Chipre (4,34) e Bulgária (2,69) estão no topo desta lista, seguidos da Grécia (2,19), Espanha (2,04), Malta (1,94), Lituânia (1,89) e França (1,27) com a média da União Europeia em 0,77 e a mundial em 1,27.

A nível mundial, pior no indicador de média diária de mortes por milhão de habitantes estão a Geórgia (13,07), Tunísia (8,58), Sri Lanka (8,47), Macedónia do Norte (7,95) e Malásia (7,32).

A covid-19 provocou pelo menos 4.430.846 mortes em todo o mundo, entre mais de 211,7 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.645 pessoas e foram contabilizados 1.020.546 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

Veja ainda: Estes são os 12 vírus mais letais do mundo

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.