A empresa diz que está preparada para entregar as primeiras 15 milhões de doses até ao final deste ano, com 35 milhões no primeiro trimestre de 2022 e até 60 milhões no segundo trimestre “ao preço mais baixo” que a Moderna pratica.

A empresa refere que este é “o primeiro passo” na sua parceria a longo prazo com a União Africana.

África, com 1,3 mil milhões de pessoas, continuam a ser a região menos vacinada do mundo contra a covid-19, com pouco mais de 5% totalmente vacinados.

A Moderna acrescenta que este acordo é separado do compromisso que tem com o projeto global Covax para fornecer até 500 milhões de doses desde final deste ano até 2022. A Covax é uma iniciativa que visa fornecer doses a países de rendimento baixo e médio.

África regista quase 217 mil mortes devido à covid-19 e 8,46 milhões de infetados com o novo coronavírus.

A covid-19 provocou pelo menos 4.945.746 mortes em todo o mundo, entre mais de 243,56 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.