Considerando o crescimento de infeções de covid-19 em Portugal, e na zona Centro em particular, tendo em conta o “impacto inevitável daí decorrente sobre os hospitais e os centros de saúde”, o presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) apela para que as pessoas cumpram as medidas prevenção ao contágio e transmissão da doença covid-19, e ainda que estejam vacinadas aquando dos encontros sociais habituais neste período.

"Dependemos todos uns dos outros, é muito importante assumirmos esta atitude pedagógica para ajudar, coletivamente, a combater o vírus", afirma o presidente da SRCOM, Carlos Cortes, citado numa nota de imprensa deste organismo.

Na mesma nota, Carlos Cortes incentiva a que todos tenham “cuidados redobrados nesta fase sensível, em que pretendemos estar com a família em ambiente de partilha, em agrupamentos ou mesmo em locais comerciais de elevada concentração humana”.

“Temos de salvar vidas optando por comportamentos responsáveis”, alerta.

Carlos Cortes sublinha que a capacidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde (SNS) está “dependente da responsabilidade e do civismo de todos” durante as festas de final de ano.

“Não queremos que possa repetir um cenário semelhante ao do ano passado. Para isso, todos têm de contribuir e terem os cuidados adequados", apela.

Neste sentido, Carlos Cortes reforça as principais medidas recomendadas para a prevenção da covid-19, designadamente a utilização adequada de máscaras, a higienização das mãos e o distanciamento físico e a etiqueta respiratória ao tossir e espirrar, a ventilação dos espaços.

Todos os cuidados são já conhecidos e colocados em prática nos centros de saúde e hospitais, realça.

O responsável da Ordem dos Médicos do Centro reforça ainda a necessidade de realizar previamente testes de diagnóstico SARS-CoV-2 quando estão em causa contactos sociais.

“As medidas preventivas de salvaguarda da nossa saúde são essenciais. Os nossos gestos e a responsabilidade de cada um ajudam-nos a salvar vidas”, conclui.

A pandemia de covid-19 provocou em Portugal, 18.840 mortos e foram contabilizados 1.253.094 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.