O governador do estado brasileiro de São Paulo informou hoje que os testes da futura vacina do laboratório chinês Sinovac contra a covid-19, chamada Coronavac, na fase 3 de testagem, comprovaram a segurança do imunizante para 94,7% dos voluntários.

“Estudos clínicos comprovam segurança da vacina Coronavac, 94,7% de mais de 50 mil voluntários testados na China não apresentaram nenhum sintoma adverso em relação à vacina Coronanvac”, disse João Doria, governador de São Paulo, numa conferência de imprensa.

“Os resultados dos estudos clínicos realizados na China mostram um baixo índice de apenas 5,3% de efeitos adversos e de baixa gravidade, a maioria destes casos apresentou apenas dor no local da aplicação da vacina”, acrescentou.

Os testes da Coronavac começaram no Brasil em 21 de julho, numa parceria do laboratório chinês com o Instituto Butantan.

O Instituto Butantan, órgão ligado ao governo regional de São Paulo, coopera no desenvolvimento da vacina chinesa e firmou um acordo com a Sinovac que lhe permitirá fabricar a Coronavac no país se a imunização se mostrar eficiente.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 971.677 mortos e mais de 31,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.