Até agora, Copenhaga não havia recomendado esta vacina para pessoas com mais de 65 anos, argumentando que os dados científicos do laboratório anglo-sueco eram insuficientes.

“Os resultados escoceses são positivos. Eles mostram uma diminuição acentuada do risco de hospitalização ligada à covid-19, também em idosos”, adiantou uma responsável da Agência Nacional de Saúde Sundhedsstyrelsen, Bolette Søborg, citada num comunicado.

“As dúvidas estavam a surgir a partir dos dados limitados obtidos em estudos de aprovação de vacinas. E, agora, está confirmada em grande escala” a sua eficácia nos mais idosos, disse a responsável.

A França e a Alemanha também já estenderam a vacina AstraZeneca a pessoas com mais de 65 anos.

Na Dinamarca, país da UE onde a campanha de vacinação se encontra entre as mais avançadas, 3,2% dos 5,8 milhões de habitantes estão totalmente vacinados e 8,3% receberam a primeira dose.

O país espera ter vacinado toda a sua população adulta até ao final de junho.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.560.789 mortos no mundo, resultantes de mais de 115,1 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.