Graça Freitas ressalvou, durante a conferência de imprensa de atualização de informação relativa à pandemia de covid-19, que pode haver subnotificação relativamente à região Norte, mas também às outras regiões devido à existência de muitos casos.

“Ao dia de hoje são considerados ativos em Portugal continental 508 surtos, destes 182 são em estruturas residenciais para idosos, sendo que cinco deles são em unidades de cuidados continuados”, disse Graça Freitas.

Nos estabelecimentos de ensino, público e privado, desde as creches, ao ensino superior, estão identificados 94 surtos ativos, com 814 casos confirmados, disse, Graça Freitas, sublinhando que nestes números não estão contabilizados os casos isolados que possam aparecer numa escola vindos da comunidade, sejam de adultos ou crianças.

Segundo a diretora-geral da Saúde, há ainda 37 surtos ativos em instituições de saúde, com 397 casos confirmados.

Relativamente aos estabelecimentos prisionais, Graça Freitas avançou, citando fontes do Ministério da Justiça que foram sinalizados 435 casos confirmados de infeção com o vírus SARS-CoV-2, que provoca a doença covid-19.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.388.590 mortos resultantes de mais de 58,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.971 pessoas dos 264.802 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

O país está em estado de emergência desde 09 de novembro e até 08 de dezembro, período durante o qual há recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.

Durante a semana, o recolher obrigatório tem de ser respeitado entre as 23:00 e as 05:00, enquanto nos fins de semana e feriados a circulação está limitada entre as 13:00 de sábado e as 05:00 de domingo e entre as 13:00 de domingo e as 05:00 de segunda-feira.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.