O comunicado diário da Autoridade de Saúde Regional reporta que 10 dos casos de São Miguel e um em São Jorge foram diagnosticados através da investigação epidemiológica às cadeias de transmissão locais.

Entre eles estão duas mulheres, de 8 e 27 anos, e quatro homens, com idades entre os 18 e os 62 anos, “tendo a Autoridade de Saúde Concelhia determinado o encerramento temporário de um estabelecimento de ensino no concelho da Ribeira Grande”.

Num outro comunicado enviado hoje pelo executivo, que determinava a prorrogação da situação de calamidade pública para as cinco ilhas com ligação ao exterior, e a subida para a situação de contingência para as restantes, o executivo adiantou que a Escola Secundária da Ribeira Grande estará encerrada até 16 de novembro.

Quanto à cadeia originada num estabelecimento de diversão noturna em Ponta Delgada, foram diagnosticados três homens entre os 36 e os 66 anos, em São Miguel, e uma mulher de 24 anos, em São Jorge.

“Foi ainda diagnosticado, na ilha de São Miguel, um indivíduo do sexo masculino, de 61 anos de idade, contacto próximo de outro caso anteriormente reportado”, acrescenta o comunicado.

Os restantes casos foram detetados nos despistes realizados na chegada à região, ou ao sexto dia, e são todos provenientes de ligação aérea com Portugal continental.

No rastreio à chegada, foram diagnosticados, em São Miguel, uma mulher de 24 anos, residente na região, e um homem de 41 anos, não residente, assim como um homem de 45 anos, não residente, que desembarcou no Faial.

Já o teste realizado ao sexto dia de estadia na região detetou, em São Miguel, o caso de um homem, de 43 anos, residente, e outro homem, de 25 anos, não residente, em São Jorge.

“Acresce referir que, cumprindo os critérios de recuperação em território continental, saíram da região” dois homens de 26 e 34 anos, “um da ilha Terceira e outro da ilha de São Miguel”.

Num segundo comunicado, a Autoridade de Saúde Regional pede a quem tenha frequentado o Bar 2000/ ‘Bota que Tem’, em Santo Amaro, no concelho das Velas, em São Jorge, entre 03 e 05 de novembro, “e a quem tenha contactado com frequentadores deste estabelecimento, que contacte a Linha de Saúde Açores, através do número 808 24 60 24, com vista à realização de teste de despiste ao novo coronavírus”.

Os Açores contabilizam, assim, 135 casos ativos de covid-19, dos quais 107 em São Miguel, 14 na Terceira, seis no Pico, três no Faial, dois em São Jorge, tendo a Graciosa, as Flores e Santa Maria um caso cada uma.

Desde o início do surto, foram detetados, na região, 457 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, dos quais 16 pessoas morreram, todas em São Miguel.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos em mais de 49,3 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.848 pessoas dos 173.540 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.