"O ministério da Saúde quis ir muito depressa e instalou programas em computadores obsoletos, o que contribuiu para os problemas verificados na prescrição eletrónica, sobretudo nos Centros de Saúde", disse o médico à agência Lusa.

Um inquérito realizado pela SRCOM revelou que 91% por cento dos médicos assume que os computadores têm impacto drástico nas consultas e mais de 70% refere que já perdeu informação importante do paciente, obrigando, neste caso, a repetir todos os procedimentos informáticos.

O inquérito visou aferir o impacto das aplicações informáticas dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) no dia-a-dia da prática clínica, designadamente nas consultas e na prestação de cuidados aos utentes.

Segundo a SRCOM, foram os médicos de família quem mais respondeu ao inquérito (89,8 por cento).

Dos resultados do "Questionário de Avaliação da Satisfação e Qualidade das Aplicações dos SPMS", apenas 13 por cento dos inquiridos acredita que as aplicações são fiáveis e estáveis.

Segundo o estudo, "82,1% aponta para problemas com o 'hardware' e 93% declara problemas com acesso à Internet.

"Estes resultados são chocantes. Já não basta a carga burocrática que atualmente esmaga os médicos, retirando-lhes tempo para o que é mais importante: tratar dos doentes", refere Carlos Cortes.

Salientando que a Ordem dos Médicos é favorável a toda a informatização do Serviço Nacional de Saúde, o responsável considera que a "informatização deve ajudar os médicos a simplificar os procedimentos, de modo a ter mais tempo para o doente e não o contrário".

"Queremos uma boa informatização para facilitar a vida, caso contrário complica-se tudo e quem perde é o doente", frisou o dirigente, referindo que "nove em cada 10 médicos denunciam problemas informáticos que têm impacto direto nas suas consultas".

De acordo com Carlos Cortes, vai ser assinada uma parceria entre o SRCOM e os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) e constituído um grupo de trabalho para que "todos os problemas identificados possam ser resolvidos".

Para debater os problemas na prescrição eletrónica, a SRCOM organiza hoje uma sessão de esclarecimento "Prescrição Eletrónica Médica: Desafios do Médico de Família", pelas 21:00, nas suas instalações, com a participação do presidente do Conselho de Administração da SPMS, Henrique Martins.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.