O ministro falava à imprensa à entrada para uma reunião do Conselho interterritorial do Sistema Nacional de Saúde para avaliar as medidas para conter o coronavírus em Espanha.

“Todos os casos são importados. Não temos demonstração nesta altura de nenhuma transmissão em Espanha”, disse Salvador Illa.

O ministro referiu que estão a ser definidos mecanismos de coordenação com todas as regiões do país, depois de, esta terça-feira de manhã, ter-se reunido o conselho interministerial, presidido pelo chefe do governo, Pedro Sánchez.

Depois de dois casos de infeção pelo Covid-19 entre o final de janeiro e o princípio de fevereiro, Espanha anunciou três novos casos entre segunda-feira e terça-feira: um turista italiano e a mulher, hospedados num hotel de Tenerife (Canárias) e uma mulher de Barcelona (Catalunha) que regressou recentemente do norte de Itália.

Cerca de mil turistas hospedados num hotel em Adeje, no sul de Tenerife, onde esteve hospedado o casal italiano, foram isolados por indicação das autoridades sanitárias, de acordo com a imprensa espanhola.

O coronavírus Covid-19 surgiu em dezembro em Hubei, no centro da China, e já infetou mais de 80.000 pessoas em três dezenas de países.

Na Europa, Itália é o país mais atingido, com 322 casos de infeção, dez deles mortais.

A Alemanha, com 16 casos, Reino Unido (13), França (12) e Bélgica, Croácia, Finlândia, Suécia, com um caso cada, figuram igualmente na lista de países europeus afetados pelo surto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.