A mulher de Rutherford, Susie Verrill, admite que o casal está cada vez mais preocupado com o vírus, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, e que pode provocar microcefalia fetal.

O vírus também pode ser transmitido por via sexual e provocar problemas neurológicos em adultos, como a síndrome de Guillain-Barré, que causa paralisia e morte.

Verrill disse que o vírus Zika teve muito peso na sua decisão em não acompanhar o marido ao Rio de Janeiro ao lado do filho, Milo.

Leia também10 cuidados básicos ao viajar para países com Zika

Leia ainda: O drama dos bebés que são o rosto de uma epidemia

"Não somos pessoas que nos preocupamos desnecessariamente, porém mais de 100 especialistas médicos aconselharam a transferência dos Jogos para evitar a propagação da doença". "Além disso, decidimos congelar o esperma de Greg. Queremos de ter mais filhos", acrescenta à agência de notícias France Presse.

A Direção-Geral da Saúde em Portugal recomendou, a propósito do vírus Zika e dos Jogos Olímpicos, que decorrerão no Brasil, que as grávidas não devem viajar para este país e que, se os cônjuges o fizerem, devem depois usar preservativo.

O ministro do Desporto do Brasil, Leonardo Picciani, afirmou na terça-feira que é "impossível" adiar os Jogos Olímpicos e que acredita que em agosto não existirão mais casos do vírus no Rio.

"É impossível, não há a menor possibilidade" que se suspenda ou transfira os Jogos, disse Picciani. "O Brasil está a seguir todas as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) contra o vírus", afirmou.

"As autoridades brasileiras estão a ter sucesso nesta  luta, tivemos uma redução significativa de casos. Primeiro foram registados 4.000 casos, em maio baixaram para 700 e esperamos que cheguem perto de zero em agosto", estimou o ministro do governo interino de Michel Temer.

A doença está a provocar inquietação entre os atletas. O jogador de basquetebol espanhol Pau Gasol disse que considera a possibilidade de não disputar os Jogos e os golfistas Marc Leishman e Vijay Singh desistiram por esse motivo.

O Zika pode causar malformações congénitas, como microcefalia, em bebés. Quase 1.300 crianças nasceram no Brasil com esta malformação irreversível desde que o mosquito Aedes aegypti, vetor da dengue, começou a transmitir Zika.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.