Um estudo de Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) concluiu que as biopsias testiculares podem resolver muitos casos de infertilidade masculina, foi hoje revelado.

Em comunicado, a FMUP revela que os cientistas conseguiram isolar espermatozoides de quatro em cada cinco homens com infertilidade grave, recorrendo a essa técnica cirúrgica.

Os resultados do estudo, que avaliou 113 homens submetidos a biopsias testiculares na consulta de andrologia, demonstraram ter sido “possível obter espermatozoides em 76,5 por cento desses homens, que originaram 58 fertilizações e 22 gravidezes clínicas”.

“A realização de biópsias testiculares mostrou ser eficaz mesmo em homens com mau prognóstico, aumentando as hipóteses de conceberem em mais de 50 por cento”, acrescenta a FMUP.

Francisco Botelho, investigador e urologista, afirmou que “mesmo quando existem fatores de mau prognóstico, como testículos atróficos ou níveis de FSH elevados, vale a pena utilizar esta técnica”.

A biópsia testicular consiste na extração de uma pequena amostra de tecido dos testículos, sendo uma técnica minimamente invasiva, segura, que pode ser realizada em regime de ambulatório, após avaliação em consulta de andrologia.

A FMUP recorda que 15 por cento dos casais são considerados inférteis por não conseguirem engravidar ao fim de um ano de relações sexuais desprotegidas.
“Em 20 por cento dos casos a causa é de índole masculina e em 30 a 40 por cento dos casos deve-se à existência de problemas tanto do homem como da mulher”, sublinha.

28 de maio de 2012

@Lusa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.