As estatísticas são claras quanto à gravidade desta realidade. De acordo com o Estudo Nacional sobre a Adesão à Terapêutica, um terço dos doentes crónicos admite que não compra os medicamentos por falta de dinheiro e dados divulgados em 2015 indicam que 20 a 25% das prescrições médicas não são adquiridas.

"Através do Banco do Medicamento, a Associação Cuidar Solidário pretende garantir condições necessárias para que os reformados e pensionistas acima dos 65 anos e em grave carência económica, possam aceder em condições de igualdade aos medicamentos que necessitam", explica Luis Duarte, Presidente da Associação Cuidar Solidário.

A Associação Cuidar Solidário está a constituir parcerias com Câmaras Municipais, indústria farmacêutica, empresas privadas e outras instituições. O projeto piloto iniciar-se-á em Vila Nova de Foz Côa e Alvito, estando a decorrer contactos com outros municípios.

Para mais informações a Associação Cuidar Solidário disponibiliza o website bancodomedicamento.org

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.