19 de fevereiro de 2013 - 15h59
Uma alimentação rica em gorduras durante a gravidez pode predispor o feto para o desenvolvimento da diabetes na idade adulta, indica um estudo do Grupo de Investigação de Bioquímica da Universidade CEU San Pablo, em Madrid.
Iniciado em 2007, o estudo é dirigido pelo professor de Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade CEU Emilio Herrera e conta com a participação de investigadores de universidades dos Estados Unidos, Alemanha, Áustria e Itália.
A investigação mostra uma relação direta entre as mudanças na dieta materna, especialmente durante a primeira metade da gravidez, e o desenvolvimento da resistência à insulina no embrião, com efeitos a longo prazo, segundo a agência noticiosa espanhola EFE.
Com base no estudo, a Universidade anunciou que espera poder propor medidas para evitar a diabetes ou corrigir a tendência de algumas pessoas para a obesidade.
Dados do Observatório Nacional da Diabetes divulgados na segunda-feira revelam que o número de pessoas com a doença em Portugal ultrapassou um milhão em 2011.
De acordo com o relatório, na última década, o número de novos casos aumentou de 377 por cada 100 mil indivíduos (em 2000) para 652 (em 2011).
Classificando os dados de “preocupantes”, o observatório defendeu uma maior aposta na prevenção, no diagnóstico precoce e no acompanhamento das pessoas com a diabetes.
Lusa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.