Camp 2022 é uma iniciativa aberta ao público que decorre numa propriedade vitivinícola de 60 hectares, com raríssimas vinhas velhas algarvias, com perto de 80 anos. O Morgado do Quintão encontra-se na mesma família desde 1810, quando o Conde de Silves adquiriu a propriedade. No jardim, os almoços ao ar livre, fazem-se sob a fronde de uma oliveira milenar. Este é um dos cenários onde vão decorrer muitas das atividades artísticas, culturais e musicais do Camp 22.

Em 2017, Filipe Caldas de Vasconcellos e a irmã, Teresa, herdaram o Morgado do Quintão por parte da mãe, que era artista plástica - e uma referência indissociável para Filipe. Por isso, os primeiros vinhos feitos ali, logo nesse ano, receberam como rótulos imagens de obras de arte da mãe. E por isso também, germinou desde logo na cabeça de Filipe a ideia de fazer um Camp, um encontro de arte, cultura, conversas inspiradoras, e vinho também, que desse ao Algarve e à população local acesso a novas experiências que muitos não têm.

Filipe conseguiu chamar para o Camp 22 no Morgado do Quintão três nomes fortes do mundo da música: Carminho, Mário Laginha e Bruno Pernadas - que além de atuarem nos dias 7, 8 e 9 de outubro, terão três momentos de interação, mais intimista, com o público: no dia 7 às 16h00, Carminho, que viveu dos 2 aos 12 anos no Algarve, irá conversar com um grupo de adolescentes de uma escola local, sobre os medos e sonhos normais destas idades. No dia 8, Bruno Pernadas vai sentar-se à volta da fogueira depois do seu concerto e falar, em registo intimista, dos assuntos que os presentes quiserem abordar. E no dia 9 de outubro, às 16h00, Mário Laginha irá tocar com alunos do curso de jazz da escola de música da Bemposta.

Além da música, haverá vários outros oradores que versarão sobre temas diversos: Lourenço Lucena, perfumista e único "nez" em Portugal - irá falar sobre sensorialismo, perfumes e consciência, Isabel Saldanha e Cláudio Garrudo abordarão a fotografia; Rita Castel' Branco levará ao encontro uma análise ao urbanismo e arquitetura. Os presentes poderão assistir à antestreia do documentário “Tilt”, sobre a criação poética, da produtora Teresa Júdice da Costa, que será apresentado pela própria.

O programa contempla propostas como workshops de cerâmica, provas de vinho, comentadas por Joana Maçanita, enóloga do Morgado do Quintão.

Os bilhetes podem ser adquiridos aqui.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.