Teve início a 14 de Março e prolonga-se até 17 de Maio os já tradicionais fins-de-semana gastronómicos do Alto Minho. Em cada fim-de-semana há um município que dá a conhecer os pratos mais emblemáticos, numa iniciativa que envolve quase 350 restaurantes de Arcos de Valdevez (cozido à minhota), Barcelos, Caminha (caldeirada à pescador), Esposende (lampreia à moda de Monção e arroz de lampreia), Melgaço (galo assado à moda de Barcelos e cabrito do monte), Monção, Paredes de Coura (truta do rio Coura), Ponte da Barca (posta barrosã com arroz malandro), Ponte de Lima (arroz de sarrabulho), Terras de Bouro (cozido de feijão com couves), Valença (cabrito à moda de Cinfães), Viana do Castelo (bacalhau à Gil Eannes e meias luas) e Vila Nova de Cerveira (sável).
Este é o último ano em que este importante evento gastronómico se realiza nestes moldes. Isto porque a edição do próximo ano irá incluir não só os municípios do Alto Minho, mas também de todo o Norte de Portugal, ao mesmo tempo que propõe a realização de uma grande feira gastronómica. Esta alteração dos fins-de-semana gastronómicos deve-se à reformulação das regiões de turismo, que agora passa a englobar áreas mais vastas. O Turismo do Porto e Norte de Portugal, E.R. é presidido por Melchior Moreira e pretende consolidar o produto “Gastronomia e Vinhos” como mais-valia económica e turística.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.