Com a chegada do outono, Lisboa ganhou uma nova Padaria da Esquina, a terceira, no bairro do Restelo. A iniciativa do chefe de cozinha Vítor Sobral e do mestre padeiro Mário Rolando, abre portas no Restelo, com loja e esplanada. Este terceiro filho – que se vem juntar à Padaria da Esquina de Campo de Ourique (desde julho de 2018), e à do Mercado de Alvalade (desde janeiro de 2019) -, tem no pão de cerveja uma das suas principais novidades.

A aposta neste produto, parte da constatação das muitas semelhanças entre o pão e a cerveja em matéria de processo e de matérias-primas. “Se formos ver, os ingredientes da cerveja e do pão são os mesmos: Cereal, água e levedura”, explica o mestre padeiro Mário Rolando. “Só acresce o sal, no caso do pão, e o lúpulo, no caso da cerveja. De resto, a cerveja é quase uma espuma – ar dentro de um líquido -, e o pão é uma esponja – ar dentro de um sólido”, continua. Por isso se diz que “o pão é cerveja sólida, e a cerveja é pão líquido”.

Diz quem sabe: Que se desconfie de um pão com mais de quatro ingredientes no rótulo
Diz quem sabe: Que se desconfie de um pão com mais de quatro ingredientes no rótulo
Ver artigo

“O pão e a cerveja têm uma relação muito especial desde a sua origem”, explica a Beer Sommelier Filipa Santos. “A cerveja foi descoberta acidentalmente há 10 dez mil anos, a partir da produção de pão, e nas primeiras cervejeiras do mundo eram as mulheres que se dedicavam à produção do mesmo. A afinidade entre os ingredientes do pão e da cerveja foi bem notada pelos monges, que durante a Idade Média consumiam cerveja durante os longos períodos de jejum, sendo esta apelidada de Pão Líquido".

“Apesar de ser a bebida alcoólica mais popular do mundo, existe ainda um grande desconhecimento em relação aos ingredientes e processo de elaboração de uma cerveja. A cerveja é feita a partir de ingredientes de origem natural, num processo complexo que exige a dedicação e paixão de um Mestre Cervejeiro”, continua Filipa Santos.

A Padaria da Esquina de Sobral e Rolando chega ao Restelo com pão de cerveja
Padaria da Esquina - Restelo créditos: Jorge Simão

É por essa razão, também, que pão e cerveja são um casal natural – associação que fazemos instintivamente quando elegemos a cerveja para acompanhar uma pizza, um cachorro quente ou uma bifana, casando cerveja com pão. No caso do pão de cerveja da Padaria da Esquina, teremos oportunidade de provar um pão de fermentação longa, feito com o mosto da cerveja (e não com o produto final), o que o torna mais rico em termos de aromas e sabores.

“Para mim, tão importante como fazer o primeiro pão de cerveja em Portugal, é a qualidade do produto que vou apresentar”, afirma o chefe Vítor Sobral. Esta parceria com a cerveja Bohemia veio dar de beber à máquina de brassagem que havia sido adquirida pela Oficina da Esquina, onde todo o pão e os bolos são fabricados.

Com os bolos tradicionais portugueses – o bolo de arroz, o croissant do Porto, a bola de Berlim ou o pastel de nata – ou os pães de fermentação lenta, feitos com recurso à massa-mãe, quem visitar a Padaria da esquina poderá também tomar um café, a partir de um blend da Delta criado pelo chefe Vítor Sobral.

Além destas bebidas, não falta o Moscatel de Setúbal, Verdelho, Vinho do Porto Graham’s 10 anos, o vinho Splendidus, de Vítor Sobral.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.