Perfume e after shave eram, até há alguns anos, os únicos produtos de beleza que a maioria dos homens conhecia. Hoje, a prateleira da casa de banho deles compete com a das mulheres, pois nela podemos encontrar cosméticos para qualquer problema do rosto e do corpo. Como refere a dermatologista Manuela Cochito, «os homens têm as mesmas preocupações que as mulheres no que diz respeito à pele, embora saibamos que são um pouco mais descontraídos e que o envelhecimento neles tem uma conotação menos pejorativa do que nas mulheres».

Estas são as zonas do corpo que eles passaram a olhar com outros olhos:

- O rosto

«Os homens adultos preocupam-se com as rugas de expressão exageradamente marcadas e com a flacidez, um pouco à semelhança do que acontece com as mulheres, enquanto os mais jovens preocupam-se com a acne», diz Manuela Cochito. «Há cada vez mais adolescentes a procurarem o dermatologista e quando começam cedo o ritual de cuidar da pele, enraíza-se facilmente», acrescenta a especialista.

- Os olhos

O contorno ocular é uma das zonas do rosto que mais acumula rugas e onde estas são mais visíveis desde cedo. «É importante que se usem produtos adequados para esta zona que minimizem rugas, olheiras e papos», refere a dermatologista.

- Limpar e barbear

Limpar a pele é o primeiro passo para que esta seja saudável e os homens também já sabem isso. «De manhã, já faz parte da sua rotina, à noite é mais problemático, ainda não é um gesto espontâneo» para o sexo masculino, confirma Manuela Cochito. Segue-se o barbear e, para que esta rotina masculina não seja demasiada agressiva para o tecido cutâneo é necessário usar produtos adequados.

«Uns gostam de fazer a barba com lâmina, outros com máquina, uns de manhã e outros à noite. Não há uma fórmula certa, cada um deve encontrar o seu ritmo e fazer como gosta», salienta a dermatologista. No entanto, é importante usar uma espuma, gel ou creme de barbear que faça deslizar a lâmina e, depois, aplicar um creme hidratante, calmante e reestruturante, sem álcool.

- O corpo

A pele do corpo também precisa de cuidados diários. «O ideal seria que após o duche os homens aplicassem um hidratante, até porque pele do corpo é mais seca do que a do rosto», lembra a dermatologista.

- O cabelo

«Os homens têm um cabelo mais oleoso, por isso, devem lavá-lo todos os dias», refere Manuela Cochito. A dermatologista aconselha «uma lavagem com um champô suave e evitar secadores». Os homens têm também uma percentagem mais elevada de dermatite seborreica, conhecida também como caspa e «quando isso acontece, devem procurar o dermatologista e realizar o tratamento que este indicar».

Veja na página seguinte: Os tratamentos em clínicas que eles (já) procuram

Tratamentos em clínicas

Os homens também procuram tratamentos estéticos, «sobretudo radiofrequência e botox», diz Manuela Cochito, dermatologista. À primeira recorrem quando «as bochechas começam a ficar descaídas e quando surge duplo queixo», explica a dermatologista. Este tratamento aumenta a firmeza da pele e o facto de ser «indolor e não incluir agulhas contribui para que os homens o escolham», realça Manuela Cochito.

Já o botox é procurado pelos «homens com rugas de expressão muito vincadas, vincos profundos na testa e entre as sobrancelhas, que dão um ar preocupado e até zangado», afirma a especialista. Segundo vários estudos internacionais, nas últimas décadas, o número de homens a recorrer a injeções de toxina botulínica aumentou exponencialmente.

Eles são diferentes

O mercado da cosmética masculina alcançou quotas de venda impensáveis há alguns anos. Não há marca que se preze que não tenha uma linha específica para a pele masculina. Mas será mesmo necessário? «Claro, porque a pele dos homens é diferente, as texturas dos produtos são mais ligeiras mas as fórmulas são mais concentradas para conseguirem penetrar na pele, dada a espessura desta e, muito importante, não contêm perfume», explica Manuela Cochito.

A dermatologista elucida-nos sobre a diferença do tecido cutâneo feminino e masculino:

- A pele dos homens é muito mais grossa e mais resistente. Tem a vantagem de não passar por todas as alterações hormonais que a mulher tem ao longo da vida, especialmente a menopausa, altura em que há uma queda de estrogénio muito acentuada, que seca excessivamente a pele.

- Produz maior quantidade de glândulas sebáceas, devido à testosterona, tem os poros mais dilatados e, por isso, pode ser mais propensa ao aparecimento de acne. Daí que as texturas dos cosméticos masculinos sejam mais ligeiras e costumem ter um efeito mate.

- A barba confere-lhes uma maior proteção em relação a alguns fatores de envelhecimento como o sol, o frio e a poluição. Isto também contribui para que envelheçam mais tarde.

- O ato de barbear agride, irrita a pele e diminui a película hidrolipídica que a protege. Fazer a barba pode provocar fissuras, desidratação e lesões provocadas pelos pelos encravados.

- No corpo não têm celulite porque têm uma estrutura cutânea, em termos de fibra de elastina e colagénio, diferente da das mulheres, mas não têm propriamente mais colagénio.

- Quer a barba quer os pelos corporais dificultam a aplicação dos cremes, outra razão para que os cosméticos masculinos sejam mais ligeiros e de absorção rápida.

- Enquanto a mulher tem uma relação quase emocional com os cosméticos, os homens fixam-se nos aspetos práticos, valorizando a aplicação fácil, a ação imediata e as embalagens práticas, se possível com doseador. Os cosméticos masculinos não costumam ter perfume.

Texto: Rita Caetano com Manuela Cochito (dermatologista)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.