"As buscas visaram um domicílio, um armazém e três viaturas. Foi também realizada uma pesquisa de dados informáticos no telemóvel do suspeito, alegadamente usado para a prática do crime em investigação", informa a ASAE em comunicado.

"No decurso das diligências, a ASAE apreendeu cerca de 3.800 artigos contrafeitos (vestuário, calçado desportivo, marroquinaria e perfumes) num valor total estimado de 60.400,00 Euros, bem como 2.400,00 Euros em numerário", lê-se na nota.

"Muitos dos artigos apreendidos já continham a indicação do nome do comprador a quem se destinavam, evidenciando o elevado volume de vendas praticado e a elevada procura da página de Facebook gerida pelo suspeito", refere. O suspeito foi constituído arguido e sujeito a TIR.

"A ASAE continuará a acompanhar o fenómeno da venda de contrafação online, promovendo a proteção da propriedade industrial e intelectual dos titulares das marcas lesadas e garantindo a proteção dos consumidores", conclui a nota.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.