O novo diretor criativo apresentou na passerelle milanesa looks masculinos e femininos sob uma tenda transparente instalada aos pés do Arco da Paz, no coração da capital da moda italiana.

Fundada em 1966 em Vicenza, na região norte do Veneto e comprada em 2001 pelo grupo Gucci, a Bottega Veneta quis diversificar a sua produção de moda feminina e masculina.

Lee, de 32 anos, com experiência com marcas como Margiela, Balenciaga e Donna Karan, além da Celine, aceitou o desafio de revolucionar a marca, famosa pelas suas bolsas de luxo em couro.

A estreia de Daniel Lee para a Bottega Veneta na Semana de Moda de Milão
créditos: Andreas SOLARO / AFP

O estilista quis manter os códigos da marca com um estilo artesanal de alta qualidade, sofisticado, mais moderno e juvenil.

São fatos e casacos volumosos que apostam em materiais nobres, principalmente couro fino.

Bottega Veneta, famosa pela sua elegância intemporal, quer revitalizar-se após atravessar uma fase difícil.

Por trás de uma aparência discreta e humilde, o estilista britânico não escondeu a sua ambição: "Quero transformá-la na marca de moda mais importante do mundo", disse nos bastidores pouco antes do desfile.

Clique na galeria e veja algumas das propostas da marca para a próxima estação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.